Crédito Fundiário: STTR já conseguiu 12 áreas para agricultores de Codó

Marcos e Antonio Barros

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Codó, Antonio Barros, reuniu-se na última sexta-feira, 30, com representantes das 12 famílias de Fazenda Nova, e o assunto foi compra de terra usando o chamado crédito fundiário, programa do governo federal que adquire área para agricultura familiar, que deve voltar a funcionar ainda este ano.

As famílias estão pretendendo comprar 217 hectares, onde, segundo o líder do grupo, o lavrador, João Cantanhêde, vão cultivar hortaliças, primeiramente.

“Lá tem muita condição, na minha opinião e dos que eu já conversei, nós vamos trabalhar com hortaliça, lá tem dois brejos, acho que a terra é própria, tem dois transformadores (de energia), a gente vai usar um para as casas e outro para irrigação”, disse

FORMALIDADES

Antonio Barros explicou ao blogdoacelio que a reunião era para iniciar a formação da Associação de Produtores Rurais de Fazenda Nova. Para que o crédito fundiário seja liberado, uma das condições é que os lavradores estejam organizados como manda a lei.

“Nós estamos conversando para criar o Estatuto, estamos dando o ponta pé inicial para criar a associação, vamos ler o estatuto com eles para que eles se preparem, para quando iniciar nós estejamos com eles para que sejamos os primeiros com processos a chegarem”, disse o presidente

TRABALHANDO MUITO

Comunidade Fazenda Nova

O presidente também ressaltou que conseguir é, perfeitamente, possível, pois já existem exemplos no município de grandes áreas conseguidas por meio deste programa. O Sindicato dos Trabalhadores já intermediou a compra de 12 terras em Codó. Fazenda Nova será apenas mais uma a beneficiar agricultores familiares.

“Nós temos hoje, só pelo crédito fundiário, 12 áreas compradas pra os trabalhadores, é muita terra. Temos aqui hoje cerca de 60 mil hectares de terra adquirida pelo INCRA e ITERMA. É trabalhado do STTR junto com os trabalhadores”, concluiu

Um comentário sobre “Crédito Fundiário: STTR já conseguiu 12 áreas para agricultores de Codó”

Deixe uma resposta