Fale com Acélio

A atual gestão de Codó conseguiu alcançar um novo grande feito – o de ninguém querer compor chapa político-partidária na condição de vice.

Vamos lembrar aqui algo importante, o vice-prefeito, queridos e queridas leitoras,  é o segundo na hierarquia do Executivo municipal.

Caso o prefeito precise se ausentar por motivo de viagem, licença, ou tenha o mandato cassado, quem assume as funções do titular é o vice. Enquanto o prefeito está em exercício, o vice deve auxiliar na administração, discutindo e definindo em conjunto as melhorias para o município (ÓBVIO QUE ISSO ESTÁ NO CAMPO DO IMAGINÁRIO IDEAL  DE QUEM IDEALIZOU UM NEGÓCIO CHAMADO DEMOCRACIA, na prática os vices vivem à margem de tudo, só recebem seus salários e olhe lá).

No caso de Codó nem mesmo o excelente salário tem animado os políticos. No nosso município, segundo o site da Prefeitura (ultima atualização 2021), atualmente alguém no cargo de prefeito tem salário de R$ 24.320,00.

A lei municipal 1.476, de janeiro de 2009, passou a determinar que o vice-prefeito ganhe sempre metade do que ganha o seu prefeito, significa que nós estamos falando de um salário na casa de R$ 12.160.

Você quer um salário desses?

Pois é, mas dizer sim e se oferecer a ser o vice do homem que deseja concorrer à reeleição este ano pode significar também o fim da sua carreira política. Se for um atual vereador, ele corre o risco de não se eleger vereador, nem vice.

Só vale o risco se for para alguém que  está fora, atualmente, da política e dos cargos que ela oferece.

De toda forma, na chapa da reeleição todo mundo está com o pé atrás.

Mas porque será que ninguém quer? Você já parou pra pensar nisso?

Como uma gestão que se julga perfeita, a melhor de todos os tempos, enfrenta um problema tão trivial – a falta de alguém que queira dizer – EU QUERO SER O SEU VICE?

DESPONTANDO PARA O ANONIMATO

As respostas estão no coração dos eleitores, na boca dos codoenses, nas ruas abandonadas, na raiva de ver o filho chegar mais cedo da escola desde 2021 porque a merenda faltou, na indignação de ter filhos perdendo aulas porque o escolar não passa.

Está num hospital onde se registra até falta de material anestésico para pequenas suturas, material para cirurgias ortopédicas que obrigam idosos a passarem 3 meses acamados esperando transferência, quando a promessa era que nunca mais isso fosse uma realidade depois de 3 meses do atual governo.

A resposta pode estar no agricultor que arrastou pedras para tapar buracos nas estradas, que passou por dentro do Igarapé cheio porque a ponte foi deixada para traz na gestão que nunca ninguém entendeu porquê ela aconteceu – se foi um aviso-exemplar de que existe algo muito ruim no planeta ou a mensagem divina de que nunca está tão ruim que não possa piorar.

Fato é que cada codoense tem a sua própria resposta para uma rejeição nunca antes alcançada por uma gestão municipal (sempre acima de 78%) e, provavelmente, isso também esteja assustando até mesmo quem deixe, vagamente, passar por sua cabeça a ideia de ser vice numa chapa que representará uma gestão   que desponta para  anonimato da história política deste município.

4 comentários sobre “ELEIÇÕES 2024: Mesmo com salário de R$ 12.160,00 NINGUÉM quer ser vice na chapa da reeleição de Codó”

  1. Kkk Risível a sua opinião, pra lá de subjetiva. Quem não tem vice é o seu pré-candidato, porque não vai passar disso.
    Reeleição? Quem teve a reeleição cassada pelo partido foi quem mandava paciente ao HGM a bordo de um carrinho de mão, e ainda teve o desplante de atribuir esta mazela ao atual governo. Mas logo o Nagib foi desmentido pelos próprios parentes do paciente e testemunhas, que provaram que a a foto era do período em que ele desgovernava a cidade. Quem prometeu quebrar a UTI foi o Nagib; o vereador Waldeck Frota ouviu isso dele.
    Rejeição? Nunca na história de Codó se viu uma rejeição tão oceânica como a de Nagib, que chegou a 93 % e por isso mesmo foi afastado da reeleição; fato nunca dantes verificado na história de Codó.
    De resto, o seu texto é mero palanque imaginário. Uma coisa é certa, o povo rejeita o Chiquinho como pré-candidato. Imagine como candidato. O povo não esquece dos desmandos e perseguições perpetradas por ele quando o filho estava no mandato.
    Nagib rebaixou o salário dos servidores, pasmem, em 20% assim que tomou posse.
    Nagib fechou 72 escolas pretextando nucleação.
    Nagib não pagou o precatório dos professores.
    Então, senhor Acélio, não venha ensaiar comício que não vai acontecer– porque seria um teatro de horror.
    E o vice do seu pré- candidato não existe.

    1. Você tem razão, Codoense. Faltou citar as demissões de Nagib. Muitos pais de família foram pra rua sem justa causa. E vice não se indica antes das convenções partidárias.
      Tentar reverter a realidade com idiossincrasias é forçar a barra.

  2. Quem diabos quer ser vice de quem não vai ganhar? Se tiver 5 mil votos é muito. Z mentira, Z cachaça, Z Motel, Z não paga ninguém, Z não prESTA,nunca mais,nunca mais.

    1. Carlos ‘Aborto’ Silva, cadê o argumento? Seu comentário é desprezível. Um abestado juramentado que só diz merda, sempre.
      Guarda tua raivinha pra depois da apuração.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

QUINCAS BORBA – VESTIBULARES

Medicina Integrada – Pedro Augusto

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias