Em Codó tá péssimo, mas no geral TRE-MA diz que biometria tem ‘ótimo desempenho’

Ao contrário doque vem se registrando no recadastramento de Codó, o TRE-MA considera a estatística geral do Estado como ‘ótimo desempenho’, como destaca título de reportagem produzida pela assessoria de comunicação do tribunal.

Na verdade, por aqui, a situação de baixa procura continua. Há dias em que juntando os dois locais de biometria (Fórum Eleitoral e Escola Ananias Murad) não se atende à 100 eleitores.

Os políticos disseram aos juízes que não poderiam buscar estas pessoas, da zona rural, por exemplo, para efetuarem o recadastramento, nem se dispuseram a fazer contato com elas (claro, com seus batalhões de cabos eleitorais) na porta de bancos, agências lotéricas quando estas veem resolver problemas ou receber dinheiro da aposentaria, pensão ou Bolsa Família.

Abaixo a reportagem da assessoria do TRE-MA com outra visão:

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão ocupa o 8º lugar em número de recadastramento de eleitores no país, já conseguindo alcançar mais de 500 mil atendidos desde a reabertura do cadastro em novembro de 2014, anunciou o desembargador eleitoral Sebastião Bonfim na última terça-feira, 27 de outubro, durante sessão extraordinária da Corte.

A posição no ranking divulgado pela Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE é dinâmica porque, diariamente, o número de eleitores atendidos nos estados varia. São as parcerias firmadas com entes públicos e privados que têm possibilitado ao TRE também manter o valor de menos de 1 real por eleitor recadastrado.

Sessenta e nove (69) municípios maranhenses estão com a biometria sendo implantada (lista nominal pode ser consultada na guia “Recadastramento Eleitoral Biométrico” disposta em banner no endereço eletrônico www.tre-ma.jus.br). Destes, em 2 (Riachão e Peritoró) a revisão já ocorreu de forma obrigatória e em 11 (Paulo Ramos, Matões, Matinha, Pindaré-Mirim, Caxias, Açailândia, Balsas, Monção, Viana, Imperatriz e Codó) está funcionando obrigatoriamente. Os outros 56 aguardam data para início da obrigatoriedade.

Sebastião Bonfim coordenou a biometria no Maranhão entre 25 de fevereiro e 15 de setembro, quando deixou o cargo que exercia acumulado com o de juiz auxiliar da presidência para assumir como membro efetivo do Tribunal. Com sua posse, o juiz Gonçalo Filho passou à titularidade dos trabalhos do recadastramento no estado.

TRE-MA – Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão

Deixe uma resposta