Ferreira diz que governo não fiscaliza “pra ganhar voto”

O agente de trânsito mais polêmico da cidade andou tirando uma casquinha do governo Cuidando de Nossa Gente que tem se mostrado omisso na fiscalização do trânsito codoense, tanto que foi chamado a atenção pelo promotor de Justiça, Gilberto Câmara, na semana passada.

Antonio Ferreira

Antonio Ferreira, em entrevista ao apresentador Edmilson Filho, da TV Palmeira do Norte, afirmou quê o que impera, atualmente, no centro da cidade é a desordem e quem sai perdendo é o cidadão de bem que precisa de um trânsito organizado.

“O idoso, aquele senhor que vem lá da periferia, e precisa ali daquele espaço para estacionar para fazer o seu serviço bancário, ele não tem esta opção porque não tem quem controle, não tem quem limite aquele condutor e todo mundo estaciona onde quer, sem a possibilidade de ser punido e isso é um dano gravoso, é um dano terrível à sociedade”, disse

“PRA GANHAR VOTO”

Agente Ferreira disse que a omissão tem por finalidade “não magoar” os condutores que andam na irregularidade, sobretudo. O governo quer com isso “ganhar voto” ano que vem, pondo em risco a vida das pessoas.

“Com medo de fiscalizar, com medo de impor ao condutor as penas previstas na lei, para não magoar esse condutor, para não ferir e consequentemente, possivelmente, ganhar o voto desse condutor, porque não tem outra explicação, por quê não? Fiscalizar o trânsito só traz benefícios”, disse

MORTES

Ano passado morreram 4 pessoas vitimadas pelo trânsito, este ano até setembro 7 codoenses perderam suas vidas (1 na zona rural e 6 nas ruas da cidade). No mesmo período (janeiro a setembro) 1.227 acidentes foram registrados.

Deixe um comentário