Frango estragado em creche faz vereadores se interessarem por fiscalização da merenda escolar de Codó

Pedro Belo

O vereador, Pedro Belo, usou a Tribuna da Casa para denunciar o caso do frango estragado no Jardim de Infância Nova Jerusalém.

Segundo ele, uma carga de entrega da Merenda Escolar chegou com a carne já fedendo e, por orientação da diretora, cujo nome não foi citado pelo vereador, as merendeiras fizeram a alimentação enfrentando o odor. Só não foi servida porque as mães, avisadas, interviram.

“Não chegou a ser servida. O mal cheiro foi tão grande que foram avisar as mães que foram para o portão da escola, impedindo a distribuição para as crianças”, explicou Pedro ao vereador Domingos Reis que o aparteou.

COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO

Dominguinhos chegou a sugerir a formação de comissão para averiguar de escola em escola a qualidade da merenda que está sendo servida.

“Que formemos uma comissão para irmos a todas as escolas pra ver essa merenda que está sendo servida para nossos alunos”, disse Reis

O vereador, João de Deus, lembrou que não existia membro do Poder Legislativo no Conselho da Merenda Escolar e sugeriu a integração. Figueiredo Junior acatou e ficou acertado que Pedro Belo será o representante e o próprio João será seu suplente. O parlamentar pediu o fim do achismo e dos discursos vazios de denúncias.

“Vamos acabar com o achismo. Formaliza-se a denúncia e a Câmara toma uma posição”, disse João

ZAIDAN PEDE PUNIÃO À FORNECEDOR

Antonio Zaidan defendeu o prefeito Zito Rolim dizendo que ele é o último a saber de casos desgastantes como este e pediu que o fornecedor do frango ou de qualquer outra merenda estragada seja punido.

“Tem que ser punido, o fornecedor. Eu não sei quem fornece o frango, as hortaliças. Tem que ser punido, tem que ser averiguado ou então o Executivo procure outro fornecedor. Eu defendo muito o prefeito Zito Rolim porque eu seu que ele é o último a saber. Temos que saber quem é que tá fornecendo este frango”, disse

LEONEL – DENÚNCIA SEM PROVA

O líder do governo, Leonel Filho, defendeu o governo e cobrou de Pedro Belo mais responsabilidade na hora de fazer denúncias.

“Não tem base legal, qual é a foto que você tem dessa merenda estragada (…) quem ganhou a licitação vai ser punido, vai ter uma cláusula no contrato que pune ele (…) não adianta a gente querer dizer que o prefeito forneceu merenda estragada, porque o prefeito nem sabe disso aí. Fundamente mais este tipo de denúncia”, pediu Leonel Filho

Pedro, que teve sua atitude elogiada pelo colega Hildemberg Oliveira, respondeu ao líder, dizendo.

“Se você não trouxer a plenária desta casa você está sendo conivente. Pais me procuraram, alguns profissionais me procuraram. Vou na escola, tenho certeza que não vai ter mais frango estragado principalmente agora que será foco da imprensa. Quero que esse tipo de coisa não aconteça mais no município de Codó, alimentação é uma coisa muito importante”, disse

Segundo o próprio vereador denunciante, a Prefeitura já estaria verificando a origem do frango estragado que, a priori, teria vindo do programa de aquisição da agricultura familiar.

Deixe um comentário