IFMA – Reitor fala sobre asfaltamento da estrada que leva ao Campus de Codó

Reitor José Ferreira Costa

Em entrevista ao apresentador, Edmilson Filho, da TV Palmeira do Norte, o reitor do Instituto Federal do Maranhão, José Ferreira Costa, falou sobre a pavimentação da estrada que leva ao Campus do IFMA Codó.

Contou que a emenda que garantiu o recurso (de valor não revelado) é de autoria do atual vice-governador, Washington Luís, mas por causa de problemas do Governo do Estado o dinheiro não foi liberado pelo Governo Federal.

“Já tivemos o momento em que o então deputado federal, Washington Luís, hoje vice-governador,encaminhou uma emenda para o Congresso para a captação de recurso dessa obra, aconteceram alguns problemas, o Estado estava inadimplente e o recurso não conseguiu ser repassado e o dinheiro acabou não caindo na conta e não se efetivou”, disse

Desde então, o reitor destacou que a direção do Campus vem pleiteando a verba junto à quem pode ajudar, entre estes a Prefeitura de Codó e o próprio Governo do Maranhão.

“Adiante o professor Cardoso, diretor, com estudantes e servidores, veem fazendo um trabalho junto à reitoria junto ao próprio governo do Estado, a Prefeitura Municipal, á todos os órgãos que podem ser parceiros no sentido de realizar a pavimentação dessa via”, frisou

PROMESSA DE WASHINGTON

José Ferreira Costa disse também que esteve com o vice-governador esta semana e ouviu dele a promessa de retomar interesses pela conquista da verba que ficou perdida na burocracia.

“Essa semana eu já estive com o vice-governador e outras vez motivei ações para que ele possa voltar sua atenção para esse projeto e o vice-governador ligou ao Secretário de Infraestrutura para que ele resolva este problema porque ele não tem condições nem de ir à Codó em face desse projeto que ainda não aconteceu”, argumentou

E o reitor mostrou-se confiante.

“E eu tô na expectativaque agora a gente tenha mais uma oportunidade que agora a gente tenha esta solução dessa via que nos incomoda muito (…) o Instituto não pode fazer porque a obra fica fora do nosso patrimônio, nós não podemos jogar dinheiro do Instituto Federal na via”, concluiu

Deixe um comentário