Fale com Acélio

FONTE: Blog Correio Codoense/Francisco Oliveira

Dra. Stela/studio FCFM

Juíza, Stela Pareira Muniz Braga, titular da 69ª Zona Eleitoral de Codó foi a entrevistada de Alberto Barros, na manhã desta segunda-feira (10), na rádio FCFM.

Drª Stela falou do processo eleitoral em geral, com destaque para alguns esclarecimentos sobre as irregularidades que estão sendo cometidas pelos candidatos. Segundo a juíza, até agora já foram mais de 250 representações, que chegaram à sua mesa, feitas por partidos, coligações e/ou candidatos trantando de condutas vedadas pela justiça eleitoral.

AS URNAS JÁ CHEGARAM…

Sobre este assunto, a juíza iniciou dizendo, “as urnas que vão ser usadas no dia da eleição já estão em Codó há um bom tempo e não vieram em avião de niguém, chegaram em veículos do TRE. Ninguém vai ter acesso a elas, senão as pessoas credenciadas que prestão serviços à justiça eleitoral“, disparou a magistrada quebrando qualquer tipo de boatos que tenham ou possam vir a surgir em relação a transparência do transporte das urnas eletrônicas, no trajeto do TRE-MA, em São Luís até a cidade de Codó.

BOCA DE URNA!

Existe vários elementos que são configurados boca-de-urna. Segundo declarou a justiça, para coibir esse ato considerado criminoso pela justiça eleitoral, Drª Stela disse que vai conscientizar e além disso, espalhar pessoal em todas as unidades em que serão isntaladas urnas eletrônicas. “O meu pessoal vai ter poder de prender quem estiver infringindo a Lei, eu preciso estar lá para que as pessoas que estiverem fazendo isso sejam presas em flagrante, portanto tomem cuidado e, sobretudo, não cometam esse ou qualquer outro tipo de crime, porque estarei atenta, juntamente com o Drº Pedro Guimarães, titular da 7ª Zona“, alertou a juíza. Entregar santinho é extremamente proibido, entratanto o eleitor pode levar a cola (o santinho ou anotação de casa).

NA HORA DE VOTAR…

Só depositará voto na urna, aquele eleitor que, além de levar o titulo de eleitor, também apresentar um documento oficial com foto (carteira de trabalho, idenditade ou CNH). É possivel votar sem o título, mas sem o documento original com foto não haverá possibilidade. Quem, por ventura pedeu o título, mas tem RG e este documento está no livro de registros que fica em posse dos mesários poderá votar e se tiver comprovante de votação anterior, melhor ainda. A juíza explicou que isso irá provocar problemas com eleitores da zona rural, em que a amioria não detem destes documentos, apenas registro de nascimento e o título eleitoral. Por muito, assim como na eleição de 2008, muita gente poderá ser impedida de votar, mesmo que tenha o título.

RESULTADO MAIS TARDE

A previsão de que até as 21h já saibamos o nome do próximo gestor poderá não acontecer. A explicação é simples, como o TRE está com redução de gastos foi negado à justiça de Codó uma Unidade transmissora de Dados Móvel que seria direcionada ao Distrito de Cajazeiras. Em razão disso, os votos daqueles eleitores serão os últimos a serem computados e devido a distância as mídias deverão chegar à sede TRE, em Codó, só a partir das 22h.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

QUINCAS BORBA – VESTIBULARES

Medicina Integrada – Pedro Augusto

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

 

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias