Fale com Acélio

Tribunal do Júri da 2ª Vara de Codó se reuniu na última quarta-feira, 3, para julgar  crime de “tentativa de homicídio qualificado” praticado por um grupo de homens envolvido com o tráfico de drogas na Região dos Cocais.

Ivanilson Mendonça Duarte (“Gordinho”), Arnaldo Linhares da Luz Filho (“Filho”), José Eulismar dos Santos (“Hélio”) e José Domingos Gonçalves Santos (“Pitbull”), foram denunciados pelo crime ocorrido no dia 18 de novembro de 2020, contra Felipe Santos Alves (“Felipinho”), menor de idade na época dos fatos.

A autoria e materialidade (existência) do crime foram comprovadas pelo depoimento da  vítima, exame de corpo de delito e fotos, realizados pelos investigadores de polícia, Orlando Barbosa Filho e Zenittee Borges Almeida, sob a condução do delegado Francisco A. M. Fontenele Júnior.

Durante a sessão de julgamento dos três réus, José Domingos Gonçalves dos Santos foi condenado a quatro anos de reclusão; Ivanilson Mendonça Duarte foi absolvido, e no julgamento de José Eulismar dos Santos, o crime foi desclassificado para “lesão corporal grave” esse réu recebeu a pena de 1 ano e 8 meses de reclusão.

Como José Domingos ficou preso provisoriamente desde 03.03.2021 a 11.09.2023, a pena foi modificada e deverá o réu cumprir a pena inicial no regime aberto.José Domingos e José Eulismar dos Santos têm o direito de recorrer da sentença em liberdade porque não foram demonstrados novos motivos que justificassem a decretação da prisão cautelar.

Em relação a Arnaldo Linhares da Luz Filho (“Filho”), foi determinada a separação do processo, para julgamento apartado dos demais réus.

VENDA DE DROGA

Conforme a denúncia, no dia 18 de novembro de 2020, Duarte ligou para Alves, dizendo que tinha uma droga para vender e que passaria na casa dele à noite, para irem buscar a droga, no km 17.

Ao entrar no carro de Duarte, a vítima percebeu que José Eulismar e José Domingos estavam no porta-malas e ordenaram que ficasse quieta. Na sequência, eles seguiram por uma estrada em direção à fábrica de cimento Nassau, localizada na BR 316,  onde ordenaram que a vítima descesse do carro e ajoelhasse.

Nesse momento, José Domingos teria dado uma coronhada com a arma na cabeça da vítima. E depois fez um disparo, que atingiu a vítima no pescoço. A vítima, mesmo ferida, conseguiu fugir do local e ainda ouviu vários disparos em sua direção, mas conseguiu se esconder no mato e pedir ajuda aos moradores da região, que o levaram ao hospital.

Segundo o inquérito policial, o crime teria sido motivado porque a vítima, durante prisão na cidade de Coroatá, teria declarado que a droga apreendida em seu poder pertencia a José Eulismar.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

JÉSSICA COUTINHO

IMPULSO CRED

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

 

 

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

 

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias