Lei contra abuso e exploração sexual é ignorada em Codó

O problema existe e à todos preocupa. Só este ano, segundo informações do Conselho Tutelar, cinco crianças foram violentadas sexualmente. O crime é praticado dentro da casa da família ou fora dela em locais onde, por causa da idade, as vítimas não deveriam estar, ainda que acompanhadas.

Para tentar diminuir a incidência desse crime aqui de Codó, foi criada uma lei municipal que envolve donos de diversos tipos de estabelecimentos comerciais e até associações civis no combate ao abuso e à exploração sexual. A lei é de 8 de março do ano passado, mas até hoje ninguém a cumpre.

OBRIGADOS

Bares, clubes sociais, motéis, salões de beleza, postos de combustível, prédios de associações de bairro e muitos outros deveriam obedecer à determinação que, não exige tanto assim – é apenas a publicação de um texto com um telefone para denúncias.

“Que seja obrigatória a afixação de um texto – a exploração sexual e o tráfico de acrianças e adolescente é crime – e que ele está contra este tipo de crime e colocando o número para que seja feita a denúncia. Qualquer denúncia pode ser feita pelo disk 100 ou para o Conselho Tutelar de Codó que é 3661 0915”, explicou Manoel Junior

IGNORADA

Por onde passamos, a lei é ignorada. O problema, na opinião deste conselheiro pode estar no fato da maioria desconhecê-la. Manoel Junior reclama que os membros do Tutelar nem foram convidados para participarem da elaboração, só agora tomaram conhecimento e vão tentar torna-la conhecida de todos.

“Nós vamos estar cobrando para que as autoridades competentes possam estar divulgando, realmente, esta lei para que ela possa ser cumprida num todo”afirmou o conselheiro

Os codoenses que acompanham os números do abuso e da exploração sexual estão preocupados com a desobediência à lei.

ajudaria muito, justamente, as pessoas que tem compreensão do caso que está acontecendo e procurar ajudar principalmente as crianças nesse caso de exploração sexual, cada dia esses casos vão aumentando mais, o fluxo de desaparecimento”, opinou o lavrador Francisco da Conceição

4 comentários sobre “Lei contra abuso e exploração sexual é ignorada em Codó”

  1. tenho certeza que manoel não ta preocupado com as nossas crianças, porque só agora ele descobriu que foi feita uma lei? vc é um politico e como todos gostam de aparecer perto das eleições, vou ficar de olho em vc apartir de agora.

  2. Na próxima quarta-feira, 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual da Criança e do Adolescente. O Sesi, em parceria com a população, artistas e diversas instituições realiza o maior movimento social da internet, com o uso da hastag #carinhodeverdade no Twitter. Ação começou em 18 de abril e já alcançou cerca de 70 mil tweets em favor da causa. O objetivo é alcançar a marca de 100 mil até a próxima quarta. Para isso contamos com sua ajuda, para que no dia 18 de maio os blogs publiquem sobre o tema e alerte à população da importância de denunciar. Combater esse crime é uma obrigação de todos nós. Vamos unir forças para construir uma realidade diferente em nosso país. Para saber mais informações sobre a blogagem coletiva ou para receber materiais, entre em contato com: f.scavacini@digitalgroup.com.br

  3. Na próxima quarta-feira, 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual da Criança e do Adolescente. O Sesi, em parceria com a população, artistas e diversas instituições realiza o maior movimento social da internet, com o uso da hastag #carinhodeverdade no Twitter. Ação começou em 18 de abril e já alcançou cerca de 70 mil tweets em favor da causa. O objetivo é alcançar a marca de 100 mil até a próxima quarta. Para isso contamos com sua ajuda, para que no dia 18 de maio os blogs publiquem sobre o tema e alerte à população da importância de denunciar. Combater esse crime é uma obrigação de todos nós. Vamos unir forças para construir uma realidade diferente em nosso país. Para saber mais informações sobre a blogagem coletiva ou para receber materiais, entre em contato.

  4. quero pedir ao nobre advogado, o numero de registro de exploração sexual em codó no ano de 2013, esta fonte servirá para minha monografia,quero somente do nosso municipio caso vc tenha por bairro ainda melhor pois pretendo fazer um gráfico. atenciosamente sua colega cloris regina

Deixe um comentário