Livros – Documentarista sai decepcionado da biblioteca pública Fernando Carvalho

Cândido Sousa

O historiador e documentarista codoense, Cândido Sousa, autor do primeiro vídeo sobre a História do nosso município, chamado Uma Codorna Me Contou (1996), está realizando novas pesquisas para seu novo documentário que deve ficar pronto no segundo semestre deste ano.

O próximo deverá chamar-se, Codó, Para o Resto de Nossas Vidas. Para tanto ele tem buscado novíssimas fontes e antigas também, no intuito de desmistificar alguns fatos, incluir informações até então não reveladas.

LIVROS DESAPARECIDOS

Numa dessas visitas de trabalho à Biblioteca Pública Municipal, Cândido Sousa, decepcionou-se com o que constatou – os livros sobre a História do Maranhão sumiram da Fernando de Carvalho e ninguém sabe dizer para onde foram, se foram furtados, se os usuários se apropriaram indevidamente (levaram e não devolveram).

Ele queria ler sobre a guerra da Balaiada, o Período Colonial maranhense, sobre o trabalho dos Jesuítas no interior do Estado e ligar isso às origens de Codó, mas, infelizmente não conseguiu.

O Dicionário Tupi para crianças, que chegou a ler anos atrás também escafedeu-se. Fronteira da Iléia , de Durval Cunha Santos, livro que conta parte da história antiga codoense evaporou-se. Outro livro que já existira nas estantes da Biblioteca era Questão Indigenista no Maranhão, não mais encontrado.

Para quem vive de ler e pesquisar, encontrar uma biblioteca sem livros deve ser a pior da sensações.

Deixe um comentário