Mal-estar entre advogados e delegados termina na delegacia de Codó

OAB Codó X Regional

Quatorze advogados da OAB, Subseção Codó, estiveram na delegacia da cidade, dia 5 de outubro, para tratar de alguns assuntos que vinham incomodando a categoria. Um deles diz respeito ao impedimento sofrido por advogados de terem acesso à presos por eles assistidos.

Um caso ocorrido, segundo denúncia de um dos integrantes da ordem na última segunda-feira,3, foi o estopim do mal estar entre advogados e polícia.

“Na questão do nosso colega, o delegado se retratou disse que na verdade ele falhou, houve uma falha um mau entendido e já foi resolvido”, disse o advogado José Mendes, ao blog

REGISTRO DE OCORRÊNCIA LIMITADO

Outro problema trazido à sala dos delegados foi a limitação do número diário de registros de ocorrência. Ouviram do regional, Rômulo Vasconcelos, que isso nunca existiu e, pelo que ouvimos dos causídicos ele os convenceu.

“Quanto à esta questão de registro o delegado soube muito bem explicar quais são as dificuldades que ocorrem com a realização dos registros, quanto ao exercício do direito de registrar é aberto à todo mundo”, disse o advogado Francisco Machado

NÃO RESOLVIDO

Rômulo explica

Entre os pedidos feitos apenas um não saiu plenamente resolvido, o do envio de uma cópia de cada flagrante direto para a subseção da ordem dos advogados. Rômulo Vasconcelos explicou por quê.

‘hoje mesmo nós estamos mandando só para o Poder Judiciário por questão de economia de papel, e tudo, nós conversamos com os promotores, com os juizes, eles entenderam então hoje nós mandamos só para o Poder Judiciário, pra OAB infelizmente não vai ser possível ainda”, explicou Vasconcelos

PELA PRERROGATIVAS

A ida à delegacia fez parte de uma série de visitas à órgãos onde a presença destes defensores é diária. O presidente da subseção, Francisco Mendes, está colocando em andamento a campanha em defesa das prerrogativas dos advogados, deflagrada em todo o Estado do Maranhão.

“ Primeiramente avançar na campanha SEM ADVOGADO NÃO HÁ JUSTIÇA juntamente aos delegados. Nós já tivemos reunião junto ao Fórum, junto ao Ministério Público, junto ao INSS, TAMBÉM AO HOSPITAL DE Codó e estamos dialogando sobre os problemas referentes aos delegados, aos advogados, as dificuldades em relação à várias questões”, frisou

O clima foi um pouco tenso nesta reunião. Prometo que quando eu criar coragem contarei aos leitores deste blog alguns detalhes que só nós presenciamos.

– Acélio, Acélio! hum, hum. Menino tu te sai de punga.

– O que minha voz do subconsciente? Tá bom, tá bom, vou me controlar.

4 comentários sobre “Mal-estar entre advogados e delegados termina na delegacia de Codó”

  1. Zulu lá tem impressora sim. Deixa de ser bobão. O caso é entre o dr. Rômulo e dois ou três advogados, pois a maior parte dos advogados apoiam o dr. Rõmulo. O Clima tenso lá foi porque o dr. Rõmulo falou umas verdades para uns 2 ou 3 Advogados. Os outros Advogados apoiaram o dr. Rômulo então não teve nada de tensão seu Acélio.

Deixe um comentário