Moção de repúdio ao Instituto Histórico e Geográfico do Codó e apoio a comunidade quilombola de Axixá

Movimento Hip Hop Organizado do Maranhão “Quilombo Urbano”QUILOMBOS

Moção de repúdio ao Instituto Histórico e Geográfico do Codó e apoio a comunidade quilombola de Axixá.

O Movimento Hip Hop Organizado do Maranhão “Quilombo Urbano” vem a público demonstrar o seu repúdio a atitude tomada pelo Instituto Histórico e Geográfico do Codó, onde esta entidade retirou da comunidade quilombola de Axixá, localizada no município de Codó, uma panela gigante (tacho), que segundo os moradores da comunidade é da época da escravidão.

A retirada se deu sem o consentimento da comunidade e ocorreu no dia 02 de maio e contou com a presença da Polícia Militar, fato que não se justifica, pois não havia ordem judicial para a retirada da panela, além disso, os policiais que fizeram a “segurança” da retirada chegaram ao local em um carro da Universidade Federal do Maranhão, deste modo a força policial foi usada para intimidar a comunidade e se fez cúmplice.

A panela gigante ficava exposta em um terreiro da comunidade e tinha um valor religioso, visto que em Axixá a religiosidade da comunidade se dá por meio da Umbanda, de acordo com Dona Maria Emilia Cruz, mãe de santo da comunidade, a panela era considerada a vigia dos matos, pois a mesma foi encontrada nos matos e ela era um símbolo da comunidade, sendo importante tanto para o terreiro de umbanda como também para toda a comunidade.

A comunidade é composta por 93 famílias e nenhuma delas foi consultada sobre a retirada do tacho, o que revoltou a população e fez com que fosse registrado um Boletim de Ocorrência denunciando o furto da panela gigante.

Contudo, a polícia local, nas palavras do delegado regional de Codó, Alcides Martins Nunes Neto, diz que “o caso não será resolvido não delegacia”, segundo o delegado o fato é muito complexo e deve ficar a cargo do Ministério Público.

Acreditamos que, por se tratar de uma comunidade quilombola enfrentando um Instituto Histórico e Geográfico a polícia civil e militar de Codó escolheu quem defender.

O fato ocorrido em Codó só repete a história, onde o povo negro não teve o direito de poder contar sua própria história, o que nos causou terríveis males, uma vez que nossos heróis na história oficiosa são colocados como bandidos.

O tacho da comunidade de Axixá tem valor histórico imensurável, mas em poder do Instituto Histórico e Geográfico do Codó ele deixa a comunidade sem o artefato que era utilizado em seus cultos, retiram, literalmente, um pedaço da história dessa comunidade e a Universidade Federal do Maranhão, espaço privilegiado das discussões acadêmicas, foi conivente.

Deste modo, o Movimento Hip Hop Organizado do Maranhão “Quilombo Urbano” vem repudiar a retirada da panela gigante da comunidade de Axixá, pois entendemos que tal ato é um ataque à cultura e religião afro-brasileira e duvidamos que esse instituto tenha a coragem de fazer o mesmo com as peças sacras da igreja católica, que assim como a panela gigante também são artefatos históricos.

Assim, o Quilombo Urbano vem manifestar seu apoio irrestrito a luta da comunidade de Axixá pela reintegração de posse da panela gigante.

 

São Luís, 23 de maio de 2015

Quilombo Urbano

4 comentários sobre “Moção de repúdio ao Instituto Histórico e Geográfico do Codó e apoio a comunidade quilombola de Axixá”

  1. Essa panela era a nossa referencia quando fazíamos Rally e Trilhas na região.Até os pilotos de outras cidades e outros estados ja tinham essa panela como base da rota

  2. Vô contá que essa “Operação Panela” foi toda atrapalhada, viu! Carro da UFMA, PM, falta de mandado, “explicações” depois de não sei quantos dias(tempo suficiente pra “arranjar”), nota xôxa da PM….Negócio …!

Deixe um comentário