MONSTROS URBANOS: Cresce o número de estupros de pai contra filha em Coroatá

Lavrador José de Ribamar

No caso mais recente o lavrador, José Ribamar de Sousa, de 52 anos, foi preso em flagrante depois que a enteada dele teve a gravidez de 4 meses confirmada num exame médico. A menina só tem 12 anos, mas já vinha sendo abusada sexualmente, desde os 9 anos de idade, segundo o delegado Reno Cavalcante.

“Ele ameaçava dizendo que caso ela não cedesse aos seus desejos sexuais, ele ia dizer pra mãe dela, inventar história para mãe dela castigar, e até bater na menor, então diante dessas ameaças ela começou a ceder à essas pressões psicológicas e mantinha relações sexuais diariamente com seu padrasto”, afirmou Cavalcante

O lavrador foi indiciado por estupro de vulnerável e já está a disposição da Justiça, mas um caso mostrado pela TV Mirante, em rede estadual, em janeiro deste ano continua em aberto, sem a prisão do suspeito.

MAIS VIOLENTO

O anterior foi ainda mais chocante. A vítima que continua morando num abrigo de Coroatá também tem 12 anos de idade e foi engravidada pelo próprio pai. Na ocasião conversamos com a avó da menina, a aposentada Maria Francisca da Silva, que se reclamava de sua filha, no caso a mãe da criança violentada, porque ela preferiu fugir com o marido.

“A SENHORA ACHA QUE ELA É APAIXONADA POR ELE? SIM…QUE QUE ELA DIZIA? Parece que ela queria ate´matar a menina..ELA TINHA CIÚMES DA FILHA? Tinha..ENTÃO A SENHORA ACHA QUE ELA SABIA DE TUDO? Ela disse que não”, respondeu

POLÍCIA

Reno Cavalcante informou que a polícia já tem informações sobre o paradeiro de Antonio Lisboa Filho, de 28 anos, mas o acesso ao local é ruim e as possibilidades de fugas são muitas, por isso todo cuidado está sendo tomado para que a captura dele não tenha falhas.

“Todos os procedimentos estão sendo realizados pela polícia judiciária encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, infelizmente, principalmente, na zona rural, é muito precária a estrutura social, a estrutura familiar e cultural dessas pessoas e aí é o que potencializa esta atividade criminosa”, disse

O Ministério Público da cidade confirmou que a prisão preventiva de Antonio Lisboa Filho já foi expedida pela Justiça, ficando agora tudo apenas a cargo da Polícia Civil

Deixe uma resposta