Moreira estreia sexta-feira em Londres e codoenses estão na maior torcida

O velocista codoense, José Carlos Moreira, de 25 anos, o Codó, como é chamado no clube onde treina em Londrina, no estado do Paraná, está em Londres representando o Brasil e na sua terra natal não são poucos os que estão na maior expectativa para sua estreia que ocorrerá dia 3 de agosto, próxima sexta-feira.

Os familiares dele, residentes na rua César Brandão, divisa do São Pedro com o São Francisco, estão radiantes com a presença do ilustre codoense nas Olimpíadas de Londres.

Dona Vanda Gomes, a mãe de Moreira, já se sente vitoriosa.

“Pra mim é uma satisfação muito grande, só em ele está onde está pra mim é uma satisfação muito grande, a gente é humilde, pra mim não tem melhor, maravilha”

PAI ERA CONTRA

O pai dele, o aposentado José Conceição Moreira, contou que em 1991, quando o filho começou a vocação pelo atletismo participando de jogos escolares em Codó e em São Luís, ele foi contra e chegou a brigar com o futuro atleta.

“Aquela coisa que quando ele começou correr eu achava que não era certo, as vezes brigava com ele, ficava comigo só até uma hora no trabalho depois ia e hoje eu me sinto satisfeito, eu não conhecia o esporte”, confessou

Hoje a consciência de se Moreira é outra a respeito do filho que ganhou competições no Norte e no Nordeste do Brasil até chegar à olimpíadas mundiais como a realizada no Rio de Janeiro e em Pequim.

“Queria agradecer à Deus que me deu este filho, esta benção, que representa o Brasil, que representa a cidade dele, eu agradeço à Deus”, agradeceu feliz o pai

O PRIMEIRO TREINADOR

Quem também falou de sua felicidade e de suas expectativas quanto a participação de ‘Codó, em Londres foi o primeiro professor de atletismo dele, Joubert Cardoso, um jovem treinador conhecido e respeitado no Brasil inteiro (pauta até do Globo Esporte Nacional) por revelar talentos na mais completa dificuldade para despertá-los, dado as condições em que trabalha.

“Me sinto feliz pelo fato de você ver uma pessoa que você ajudou, que você treinou, vendo ele em eventos que você só acompanha pela televisão, uma pessoa que você ajudou a formar como cidadão e como atleta, participando, ainda mais ganhando como foi o caso do Pan Americano que aconteceu lá no Rio e depois na Olimpíada de Pequim então pra mim foi uma emoção muito grande”, afirmou

Dia 3 de agosto, Joubert Cardoso, espera vitórias ainda maiores por parte de Moreira, como ele carinhosamente chama o ex-aluno, ao lado de sua equipe.

“Eu acho que agora o Brasil tem tudo pra conquistar uma medalha, mais uma”, concluiu

Deixe uma resposta