NASF realiza ação de saúde para idosos no bairro São Pedro

O público alvo da ação acompanhada pelo blogdoacelio do Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF – realizada recentemente no poswto de saúde Sílvia Santos (São Pedro), foi formado por idosos com rotina já pré-estabelecida por doenças comuns na terceira idade. A medicação de seu Raimundo Nicolau Mendes, por exemplo, tem hora marcada.

“A diabetes é uma vez de manhã em jejum, aí depois do café eu tomo o de pressão, e de noite antes de deitar eu tomo o de pressão’, disse

CUIDADOS REDOBRADOS

A médica, Nadige Brito Cunha, que fez parte do trabalho,consultando os pacientes, o considerou relevante porque nesta idade os cuidados devem ser redobrados.

Com certeza, é a idade onde a gente mais precisa de acompanhamento, é onde aparece as doenças, as diabetes, os hipertensos, as hipertensões, colesterol, tem que ter acompanhamento, essas pessoas são muito sedentárias, então tem que ter acompanhamento pra essas pessoas da te]rceira idade”, disse Dra. Nadige

RECEBENDO MEDICAÇÃO

Muita gente aproveitou para medir a pressão arterial e já garantir a medicação fornecida no próprio posto. O Nasf ofereceu até um cuidado que não se ver muito em ações do tipo – aquele com a audição.

Uma fonoaudióloga verificava o nível de cera no ouvido e fez sérias recomendações que não servem apenas para quem estar na terceira idade. Júlia Lopes, orientou:

“Orientando também que não pode usar contonete, pena, porque isso pode causar uma infecção, tem gente que usa até prego pra limpar o ouvido, coisa que não pode, bocal de caneta, presilhas o correto seria pegar o papel higiênico ou o algodão colocar no dedo mindinho e fazer pressão por fora”, disse

O NASF

O Núcleo pertence ao Governo Federal e funciona como um órgão de apoio às ações de saúde de cada bairro, explica a coordenadora Tatiana Silva Regina, assistente social.

Nós damos apoio às equipes de saúde da família, então o agente comunitário de saúde identifica algo que precisa de apoio d e um dos profissionais que compoeem a equipe e a gente realiza visitas domiciliares, outra ação da gente são eventos como este que ocorreu no posto Sílvia Santos”, disse

As ações são direcionadas à diversos públicos, mas são os idosos que mais gostam quando elas chegam ao bairro, sobretudo aqueles com as intenções de seu Edmar Pachêco da Silva, ouvido pelo blog.

Eu tenho 75 anos, mas ainda quero ir pra frente ainda mais e pra isso tem que cuidar da saúde”, concluiu com muito bom hum

Deixe uma resposta