Novo milionário codoense ainda não se apresentou à Caixa Econômica Federal

O codoense que ganhou metade dos 18 milhões sorteados pela Megassena (nova ortografia) na noite de ontem, 13, continua não identificado, nem pela mídia que o procura arduamente, nem pela Caixa Econômica Federal.

Até o final da manhã de hoje, 14, segundo constatação do repórter Sena Freitas, o novo milionário da cidade ainda não havia se apresentado à agência local, mas ele ainda terá bastante tempo para fazer isso até que o prazo acabe.

Nenhuma das três lotéricas da cidade afixou, no período matutino, cartaz, como de costume, avisando que dela saiu o ganhador. Mas já há especulação de que o bilhete premiado teria saído da lotérica do seu Riba (rua Marques Rodrigues, centro).

VIDA TRANQUILA POR 30 ANOS

Segundo cálculos do portal R7, os 18 milhões rendem R$ 110.000,00 por mês, sendo aplicado em poupança da caixa. Depreende-se deste cálculo, que o codoense milionário, colocando sua parte para render terá, tranquilamente, todo mês R$ 55.000,00, algo em torno de R$ 1.833,33 por dia.

Pelos cálculos da CEF, os 18 milhões sorteados demorariam 30 anos para acabar se todo mês os ganhadores sacassem R$ 50.000,00. Deduz-se, então, que o codoense milionário, dono da metade da bolada, pode parar de trabalhar pelo mesmo tempo e sacar todo mês R$ 25.000,00.

Boa grana, para uma boa vida.

13 comentários sobre “Novo milionário codoense ainda não se apresentou à Caixa Econômica Federal”

Deixe um comentário