Fale com Acélio

Pastor Max
Pastor Max

Como Segundo Secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Codó, o Vereador Pastor Max Tony (PT do B) iniciou a 5ª sessão ordinária com a palavra de Deus, cumprimentou plenário e galeria e justificou a ausência dos demais membros, Vereador Pedro Belo e Domingos Reis, por motivo de viagens. Max mostrou em suas mãos o DC com o Projeto de Lei nº01/2013, do executivo, que trata sobre a organização administrativa da prefeitura municipal de Codó e que será votado pela câmara.

O parlamentar falou sobre a necessidade de criação do Departamento de Regularização Fundiária, Caps, educação e transporte escolar. Mas foi seu bem elaborado discurso na tribuna da câmara que chamou a atenção do público na galeria e arrancou aplausos de indignação e de apoio ao desabafo do Pastor.

Com o poder da oratória, o vasto vocabulário e o corretíssimo uso da língua portuguesa, o edil respondeu diplomaticamente as declarações levianas da imprensa tendenciosa, ligada a grupo político-empresarial da cidade. Equacionando a moderação e a exaltação de forma estratégica, Max Tony exigiu o respeito legítimo conferido as autoridades, mas que setores obscuros da mídia local teimam em ignorar. Veja trechos do discurso:

“Esta semana, meu nome percorreu alguns meios de comunicação, na tentativa infame de denegrir a minha imagem e trazer desconforto e descrédito ao parlamento municipal perante a opinião pública. Mas, no exercício da vida pública, tenho procurado observar um provérbio que diz: “FALE MUITO DAS COISAS, POUCO DE SI E NADA DOS OUTROS”. O que quero dizer é que não vou deixar de discutir os problemas de nossa sociedade como é o problema das drogas, para responder a imprensa sensacionalista, tendenciosa e desinformada que infelizmente campeia alguns espaços do nosso município. Mas permitam-me somente hoje abrir um parêntese, à luz da palavra que foi lida, para tratar do tema em questão”, Informou o parlamentar.

“Entendam uma coisa, o passado já era, esta casa tem uma nova visão, o POVO de Codó. E se estão à procura de um picadeiro, procure outro, porque não permitirei que meu nome seja distorcido perante meus irmãos codoenses e a minha conduta seja questionada por algo que não cometi”.

“Por isso não admitirei que um meio de comunicação ou um comunicador qualquer, deturpe aquilo que aprendi com muito esmero no ceio familiar e na igreja”.

“Outra coisa que peço, agora para aqueles que se dizem irmãos em cristo, que respeite uma autoridade espiritual, porque é princípio bíblico (toda autoridade é constituída por Deus, você pode até discordar mas tem que honrar e respeitar). Davi respeitou e honrou Saul até a morte, mesmo este o perseguindo e desejando sua morte, mas porque sabia que Saul era uma autoridade constituída por Deus. Peço ao irmão que se instrua mais corretamente na palavra de Deus, porque o homem te dá um salário, mas Deus é quem de fato deve ser o Senhor da sua vida”.

Ascom/Vereador Max Tony

16 comentários sobre “Pastor Max desabafa em cima do que chamou de ‘imprensa tendenciosa””

  1. Pastor agora o Sr. é um homem publico, relaxa. O Sr. só esta há um mes e já sentiu a mão do 4º poder (a imprensa) FALTAM 04 ANOS …O SR. NÃO VIU NADA AINDA, VAI VER QUANDO O PÉ DE QUEIJO COMEÇAR A PEGAR NO SEUS PÉS. rsrsrsrsrsrsrsrsr se lembra do Zaidan??

  2. No mínimo, para preservar a ….política que Vossa Excelência diz possuir, peça para sair dos programas que o Sr. coordena na prefeitura municipal. Aí sim vc poderá falar em ……

  3. Política e Religião não dão certo. Não quero dizer que um uma pessoa cristã ou relgiosa não possa assumir um cargo público, isso ela pode! No entanto, ela tem que agir/administrar de maneira laíca, isto é o mais sensato a fazer.

    Na Bíblia encontramos casos raros onde religiosos assumiram posições previligiadas, uma delas foi Daniel que se tornou primeiro ministro de Babilônia isso registrado em seu próprio livro no Antigo Testamento, assim como não poderia também deixar de citar José o governador do Egito citado no livro da gênesis humana. Em ambos os casos, vemos que eles eram israelitas e acreditavam no único Deus ou YHWH, no entanto não vemos que eles queimassem os ídolos de Babilônia e do Egito, mas pelo o inverso, administraram como sabedoria não misturando religião e política, um exemplo claro de laicismo.

    O grande problema é tentar moralizar a política pela religião, isso nunca dará certo. Fazer acordos políticos e a religião sendo o meio, resultará em atos desastrosos. Um que pode ser lembrado e que resultou na morte de Jesus Cristo foi o judaísmos em sua união como Roma. Os judeus não poderiam matar ninguém, em territórios dominados pelos os romanos, só Roma poderia ter essa autoridade, e foi aí que eles[judeus da época] se jutaram para assassinar Jesus Cristo, chegando ao ponto de Caifás publicamente assumir czar como seu deus, um ato altamente impensável para um judeu fiel a torá.

    Ora isto é visto também na história comteporânea, onde o Catolicismo romano de mãos dadas com reinos/reis criaram a tão famosa inquisição, onde os que pensavam ao inverso ou discordando dos dogmas porposto pela a igreja da época, eram queimandos na fogueira da intolerância.

    Por isso, muita cautela em usar a religião para moralizar a política, isso pode se tornar mais prejudicial do que um benefício.

  4. o pastormax estar usando a palavra de deus para justificar as criticas recebidas pela impressa.e exige respeito por ser uma autoridade constituída por dues, mais esquece que o homem publico que trabalha pelo povo estar sujeito a critica construtiva e não construtiva,imagina o que estar la para defender o prefeito.

  5. virou publico e não quer ouvir nada? aquele periodo de vereador eleito que fica em canal de tv e radio dando entrevista como eu vou fazer isso, vou fazer aquilo, acabou agora é pra valer, vc tem que relaxar tenho certeza que não é assim que vc é fora! então meu nobre edil, levanta a poera e da volta por cima, tamu junto e misturado.

  6. patormax vc foi eleito pelo povo e não pelo prefeito,talvez o prefeito nao vote nem aqui, não só a imprenssa mais como todos os eleitores que te elegeram estão de olho em vc,proure trabalhar nao so defender prefeito casado .

  7. Cada um Pastor ou nao tem o direito de entrar na política, ser eleito ou não é uma coisa. Há espaço para todos, no nosso país é assim há parlamentares de todas as religiões. A imprensa não deve se comportar só para tentar denegrir a imagem de alguém só para satisfazer o seu patrão. Assim está fazendo o lado FC.

  8. erenilde vai aprender a escrever primeiro para depois ir analisar o trabalho q o vereador está desenvolvendo na cidade,pelo visto nao sabe qual a função de um vereador, volta p são paulo falow kkkkkkkkk

  9. Toda autoridade é constituída por Deus? sou leiga nesta questão, gosto da pessoa do Max esforçado não há nada que abone a sua conduta,mas ao adentrar a vida publica está sujeito a muitas coisas principalmente a impressa seja ela tendenciosa ou não e principalmente trabalhar em prol das bandeiras que levantou e se comprometeu em defender.O que ocorre na politica local como no Brasil todo é politicagem coluio para tirar vantagem do cargo que estar a ocupar que esperou que não seja o seu caso companheiro.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

Medicina Integrada – Pedro Augusto

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias