PERITORÓ – Após humilhar moradores de Livramento CAEMA envia resposta sobre como resolverá falta d’água

Em Livramento, zona rural de Peritoró, moram mais de 3 mil pessoas. Antes de faltar de vez nas torneiras a água fornecida pela CAEMA já estava chegando à casa de dona Delma Garrido   com uma coloração amarelada.

Ela reclama que, mesmo com esta qualidade, a cobrança de até R$ 70 chega  todo mês.

 “Isso quando chega, ainda é pior que isso aqui, é igual suco do Buriti, bem amarelinho mesmo, só que aí a gente espera limpar pra poder botar pra encher (…) R$ 70, R$ 60 assim varia aí (…) Um absurdo, um absurdo porque não é uma água de qualidade, desse pra beber pagaria satisfeita e ainda falta, nós estamos com 22 dias sem água”, reclamou a dona de casa

Livramento é dividido ao meio pela BR-316, do lado onde mora seu Antonio de Oliveira Lima, a situação também não é diferente.

“que a água lá  não presta só pra cachorro beber porque a gente banha porque é o jeito não tem outra (…) a água lá que você enche uma caixa de manhã se você pode olhar de manhã pode pegar um balde á só Capa Rosa, desse chão aqui”, lavrador

Já faz alguns dias que a situação ficou pior.

Os moradores reclamam com razão,  debaixo do principal reservatório de água da Caema, em Livramento,  a qualquer hora do dia ou da noite se você abrir a torneira  não sai absolutamente nada.

Para dona Maria dos Milagres Dias, é algo revoltante.

 “É revoltante porque água é vida, o que nós quer no Livbramento? Água, água meu amigo, água porque as crianças tá indo pros colégios tudo sujo porque não tem água para lavar roupa, tá entendendo?”

Nós estivemos no escritório da CAEMA buscando informações, depois os moradores também chegaram e ninguém nos atendeu.

As mulheres estão planejando fazer um protesto em frente a sede da  Companhia em Coroatá, sede regional responsável também pelo abastecimento em Peritoró.

 “Pedi uma Van a um vereador, pra reunir umas 15 mulher ou 30 pra nós ir em Coroatá pra ver se ele resolve alguma coisa, aqui a gente não aguenta mais não, to com menino lá em casa, ele tá arrebentado já de botar água e eu também, todo mundo tá arrebentando de botar água aqui”, garantiu Gardênia Lopes Leal

NOTA DA CAEMA

Fonte: Caema

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) informa que o abastecimento da comunidade é feito por três poços. Um dos poços apresentou problemas no conjunto motobomba há 14 dias, e o equipamento para substituição já teve seu processo de compra concluído, aguardando apenas a entrega do equipamento pelo fornecedor vencedor da licitação.

2 comentários sobre “PERITORÓ – Após humilhar moradores de Livramento CAEMA envia resposta sobre como resolverá falta d’água”

Deixe um comentário