Piauí trata crimes eleitorais com maior rigor e cassa mandato de vários prefeitos

Dr. Leandro de Carvalho - advogado piauiense
Dr. Leandro de Carvalho – advogado piauiense

A Justiça Eleitoral do Piauí tem sido mais rigorosa em suas decisões que resultam em cassação de prefeitos e vices e isso deve-se também a atuação de advogados especializados no assunto como Leandro Cavalcante de Carvalho, que atuou, conjuntamente, no caso em que Zito acabou cassado em primeira instância por causa de uso indevido de meio de comunicação em período eleitoral.

No Piauí, mais ou menos 20 prefeitos e seus vices perderam mandatos de 2012 pra cá.

Leandro de Carvalho, no PI, já cassou, por meio de sua advocacia, 3 prefeitos e conseguiu manter no cargo 5. Exemplo desse trabalho de domínio do Direito Eleitoral é o mais recente caso do município de  DIRCEU ARCOVERDE, conforme publicação, abaixo, cuja fonte é o site 180 graus:

………………………………………………………………………………

A Justiça Eleitoral do Piauí cassou na tarde desta segunda-feira (06/04), o prefeito de Dirceu Arcoverde, Carlos Gomes Oliveira, o Carlão do Feijão (PR) e seu vice, Marconis Ribeiro Galvão (PTB).

Carlão e Galvão - cassados no PI
Carlão e Galvão – cassados no PI

Segundo o advogado Leandro Cavalcante de Carvalho, o gestor foi acusado de abuso de poder político ao distribuir vários materiais de construção e elétrico aos eleitores da cidade. O prefeito também teria recebido ajuda do ex-prefeito sem que os gastos tivessem sido registrado em sua conta de campanha.

“A sentença determina que o presidente da Câmara assuma imediatamente a prefeitura e que o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí seja comunicado para que marque novas eleições no município”, afirmou o advogado Leandro Cavalcante, que atuou pela coligação adversária ao prefeito.

De acordo com Leandro Cavalcante, prefeito e vice foram condenados ainda isoladamente ao pagamento de multa no valor de 5.000 (cinco mil) UFIR’s e a inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos oito anos subsequentes à eleição de 2012. “As sanções impostas se deram devido à gravidade das condutas dos candidatos de forma a influenciar o pleito e ainda porque afetou a vontade de muitos eleitores”, disse o advogado.

ELEIÇÕES 2012

Carlos Gomes, o Carlão do Feijão, foi eleito em 2012 com 2.407 votos ou 53,24% da votação. Diante disso e em conformidade com o art. 224 do Código Eleitoral, haverá nova eleição. Assume o cargo até que o TRE-PI defina a data da nova eleição o vereador Abi Baldoino de Castro (PP), que é o presidente da Câmara.

180 Graus

4 comentários sobre “Piauí trata crimes eleitorais com maior rigor e cassa mandato de vários prefeitos”

  1. Piauí acelio. No Maranhão é diferente. Quem tem dinheiro……………. desembargador nunca será cassado Acelio. Fica colocando estas matérias só pra magoa a gente.

  2. Vão Cassados e Voltam ao Cargos a Justiça Eleitoral é a Mesma no Brasil ou no PIAUI a Justiça Eleitoral tem Leis Próprias e o TSE não Julgam os Casos do Piaui.Eu penso que SIM!!

Deixe um comentário para Codoense Cancelar resposta