PLANTÃO: Zeladora é vítima de saidinha bancária e perde todo o salário de outubro

Sacar dinheiro em agências bancárias da cidade de Codó está cada vez mais perigoso, sobretudo quando é período de pagamento do funcionalismo público municipal. No sábado, 5, por volta das 13h os bandidos fizeram mais uma vítima.

Desta vez foi uma zeladora da escola Pica-pau, do Codó Novo, cujo nome o irmão que passou todas as informações ao blogdoacelio pediu para preservarmos.

A mulher sacou todo o seu salário de outubro na agência do Banco do Brasil e saiu na companhia de uma criança. No início da subida da Av. Augusto Teixeira desceu da bicicleta, foi quando dois homens, que estavam com ela dentro da agência observando-a, pararam a moto preta que usavam e anunciaram o assalto.

Tomaram tudo. A bolsa com um salário mínimo e todos os seus documentos. Eles não usavam capacete e sumiram em seguida tomando rumo ignorado. A zeladora foi até a delegacia prestar queixa, mas como estava sem sua documentação foi orientada a voltar no domingo (6) para, de posse de uma certidão de nascimento ou casamento, fazer a ocorrência.

FREQUÊNCIA PERIGOSA

Em menos de dois meses, este já é o segundo caso de saidinha vitimando funcionários públicos que recebem na agência do Banco do Brasil. Na anterior uma assistente administrativa foi raptada em frente a biblioteca e levada para perto do cemitério Monte Sinai, na Trizidela, depois de bastante agredida psicologicamente, que chegaram a ameaçá-la de estupro, foi liberada pelos bandidos que levaram todo o dinheiro que tinha (sorte que ainda não havia sacado o pagamento).

A polícia ainda não elucidou nenhum destes casos.

Deixe um comentário