POLÊMICA – Prof. Welson elogia limitação do número de empregos na prefeitura de Codó

O célebre professor Welson da Silva Pinto voltou a pronunciar-se usando seus vídeos nas redes sociais para elogiar a atitude do governo de Francisco Nagib ao, segundo o educador, limitar o número de emprego público por pessoa nesta nova gestão.

Na visão do educador, quem tem um emprego precisa aprender a equilibrar suas finanças e deixar de egocentrismo exigindo mais um ou dois.

“Principalmente na questão emprego, pois quem já tem um emprego seria egocentrismo pedir mais um e você está correto prefeito, quem já tem um, simplesmente não precisa de outro e tem que aprender a conviver a controlar o seu salário dentro da sua própria economia”, afirma

Welson também fez referências à importância da família na educação dos alunos codoenses.

“Não existe, não existe educação se não houver a parceria família pois a escola ela só dá escolarização e a família dá a educação”

15 comentários sobre “POLÊMICA – Prof. Welson elogia limitação do número de empregos na prefeitura de Codó”

  1. Medidas tomadas até o momento acertadas, como tambem de cortar aqueles parasitas que ficavam o dia todo fofocando na s praças e recebendo altos salários, outros que nem em Codó moravam e recebiam.

    Parabens Nagib, eu sempre disse e continuo dizendo, se você fizer funcionar a saúde e a educação e dá uma melhorada significante na infraestrutura de nossa cidade, o povo vai está agradecido com certeza!

  2. É verdade! Há dezenas de professores efetivos que tinham 2 ou 3 contratos o que acabava acarretando em faltas em um dos expedientes e com certeza compromete a qualidade do ensino. Falo isso com propriedade, pois trabalhei como professora contratada no município. E isso é injusto, pois tira a oportunidade de outras pessoas que se formaram nesses últimos anos, mas não conseguiam emprego porque tinham professores efetivos ou não com dois ou mais contratos.
    Tem muitos professores da UFMA e IFMA e outras faculdades bem dispostos que só estão esperando uma oportunidade de emprego. Espero que o prefeito mude isso na área da educação também.

  3. Ronald, complete sua renda com outras atividades(Vendedor de dindin um ex), tbm concordo com o Professor Welson. Olha Nagi, tem professor aqui em Codó, que e efetiva, tem mais um contrato e por cima trabalha em TERESINA. Como pode isso????

  4. Acelio vc e o grande responsável por essa maluquice. Vc deve está rindo até agora depois de ouvir esse maluco falando. É o momento de tirar o estresse de tantas notícias ruins é ouvir o professor.

  5. Verdade professor! Tds nos sempre queremos ganhar mais um pouquinho,mas isso é desonesto, pois tem mta gente precisando de um emprego, enquanto alguns tem dois ou três. Professor não deveria ter mais de um contrato, esse sendo efetivo ou não, não tem como ele fazer um trabalho de excelência se não tem tempo pra de dedicar, buscar o melhor, inovar na sala de aula. professor que ama o que faz, ensina porque gosta.

  6. Professor tem que ganhar para comer,vestir,ter lazer, ou seja dá uma vida melhor para sua família. Houve dois seletivos, dois concursos e teria um terceiro; então reclame menos e estude mais que você(s) conquistaram seus espaços e não dependerão mais do maldito contrato; mas o estamos presenciando muitas formaturas e pouca competência.

  7. Concordo que aplique a limitação prevista na Constituição Federal. Professor ou qualquer outro em três empregos publicos está enrolando ao menos em um ou fazendo os três mal feitos.

  8. Se este professor assessorasse o Prefeito tenho certeza que a Educação melhoraria, pois não existe interesse de ninguém se locupletar dos recursos da educação como haviam uns números de sapatos (R-10, C-10, w30, J. jabuti-10, etc.) do passado triste de Codó

  9. Acelio vc faz e pagar o Prof welson e o Jacinto Junior pra estarem sempre no seu blog pois entre e contato comigo eu tmbm sei falar besteiras kkkkk

  10. eu conheço uma professora da zona rural que ama o que faz, ela e exemplo de amor ao trabalho, ela simplesmente visita todas as casas de seus alunos, observa o convívio dos pais com os filhos, isso é dedicação, só assim ela descobre a necessidade de cada criança e trabalha na área mais frágil, além de ensinar o básico. professora de excelência, que é concursada e não se interessa em contrato. Isso só é possível porque ela ensinava pela manha e visitava seus alunos a tarde.

Deixe um comentário