POLÍTICA – A farofada de Flávio Dino com ovo goro, farinha de puba e políticos de Codó

Não sei quem tirou esta foto, mas ela é genial e pra lá de oportuna – escancara um momento em que o político codoense se submete a engolir um ao outro pra poder ficar debaixo da ‘sacudida  de água benta’ do governador Flávio Dino e se molhar com os pingos do poder que escapolem por um cano bem fininho da cozinha do  Palácio dos Leões. (A torneira de cano grosso,  dos grandes,  é ligada à sala de estar e não faz lameiro pro interior).

A visita do secretário articulador político de Dino, seu Rubens Júnior,  mobilizou todos os setores da política local e foi mais patética que jubilosa, menos articulada que previsível e estonteantemente subserviente aos interesses políticos sabe-se lá de quem já que nem mesmo seu Flávio sabe ainda quem lançará para substituí-lo ano que vem.

No meio desta farofada de ovo goro com farinha de puba cheia de  gelo está o prefeito de Codó, Dr. Zé Francisco, PSD, os ex-prefeitos Nagib e Zito Rolim, ambos do PDT, além de outras figuras importantes da nossa política.

TEM GENTE DANDO CACHULÊPA POR AÍ

Olhando pela brecha das janelas, assustados e sem saber qual será seu destino diante da nova conjuntura estão os integrantes do grupão original, aquele que elegeu seu Zé  (digo original porque agora tem O GRUPÃO DO GOVERNADOR).

A pancada na moleira foi tão forte em alguns integrantes do grupão original que diversos foram os efeitos colaterais – tem aqueles que tão perambulando pelas ruas dando lapada no beiço com uma mão e  cachulêpa na orelha com a outra dizendo “onde o homi for eu vô“,

Os fominhas, atordoados,  dizem “largo não, tÔ nem aí” e os visionários do museu de velhas novidades   estão dizendo, à boca miúda, para não serem ouvidos pelos Leões de 4 anos –  “já vi esse filme e não tem final feliz pra nós”.

OS PEÕES E O REI

Observando de fora da bolha, a verdade é que o governador deu uma tacada de mestre e os peões da política frágil de Codó agora só podem esperar para serem movidos a seu bel prazer, sem chiar (ele não curte muita chiadeira besta, dizem que Roseana era mais tolerante).

Ficar nesta farofada de ovo goro com farinha de puba cheia de gelo  é URGENTE para Zé Francisco que necessita  da sacudida de água benta sobre sua testa novata no poder (basta ver o quanto o chefe do executivo estadual já o fez tirar fotos por aí, e nada mais  que isso até agora, com visitas de secretários).

Ficar  na farofada de Dino também é necessário para Nagib e Zito, o primeiro por seus projetos para estadual, o segundo só por gratidão momentânea, creio eu, já que até o momento não projetou retorno à Assembleia Legislativa (Tá mais interessado em comer a bolacha de Zé se este continuar fazendo ‘caquinha’ como gestor)

Estes dois, PEDETISTAS da  Ala pró-Weverton,  sentem volúpia maior quando recebem a sacudida de água benta de Dino por se sentirem primeiros colocados quando comparados na mesma fila preferencial em que agora bota um tamburete mestre  Zé, do PSD.

De  tão embebidos pelo leite doce da  proximidade, Rolim e Nagib as vezes se esquecem que a peaozada nunca troca de posição estratégica no xadrez do poder.

O RESTO PODE, MAS O RESTO É O RESTO ‘ né, CUMPADE RÉI’

Só quem tem opção de cair fora é o resto, sim o resto, o grupão original gente, mas a força de atração do poder é tão grande que o resto também não tem força para cair fora, pra  se projetar por fora porque eles imaginam que, neste momento,  só há poder  emanando do Palácio dos Leões (eu entendo, o canto da Sereia é muito lindo, e na política encanta na mesma proporção que apavora).

Neste contexto, fúnebre para nós meros eleitores, a  movimentação atual é só uma demonstração ofuscante de que todos eles estão se ‘ajeitando’ para oferecer ao governador uma moeda de ouro chamada VOTO,  ano que vem.

E nós, os verdadeiros donos destas moedas de ouro, nem nos damos conta de que  cada um deles só tem 1 voto, o que eles ajeitam para entregar é só uma fantasia  que  só é transformada em dedinhos sebosos teclando  urnas quando cada um deles sobe num palanque ou grava algo no rádio ou na televisão pedindo a sua ajuda (por favor, vote em fulano, me ajude – lembra dessa frase?)

Nós vamos ajudá-los?

Sim, porque, afinal, sofremos da mesma doença.

Muitas vezes a pegamos comendo da mesma farofada de ovo goro com farinha de puba e gelo.

 

 

 

 

12 comentários sobre “POLÍTICA – A farofada de Flávio Dino com ovo goro, farinha de puba e políticos de Codó”

  1. No meio das imagens falta o vereador Nelson.
    Esse nunca se vê nessas misturadas.
    Muito estranho.
    Será que sonha na impossível carreira solo ou não quer se misturar para não se queimar ?

  2. Temos nomes diferentes na cidade como o Cabo Bezerra, Dr Nelson, e outros que podem não participar desse círculo vicioso.
    O problema é convencer o cidadão explorado por sua miséria imposta pela politicagem.
    Já as imagens dizem tudo desses políticos interesseiros, mas os puxas sacos continuam a briga nos grupos de whatsapp.

  3. Excelente texto!! Tá aí escancarada a velha política, besta quem briga por eles, todos farinha do mesmo saco, estão negociando até a alma, mas quem decide q é o eleitor não tá gostando nada disso, digo logo devemos está fora dessa farofa aí. Lahesio Bonfim vem aí !! E deputados e senadores assim como o governador terão a devida resposta nas urnas.

  4. Rapaz ainda ė tão cedo para esse Prefeito se entregar nos Braços do DINOSSAURO.
    É pura falta de visão do futuro.
    Esse Grupo do Dino ė viciado e todo Maranhão sabe disso. Quem se aliar a esse e seu bando será também um Deles. Imagem triste para um grupo que tanto lutou para expurgar Zito e Nagib do Poder.
    Desse jeito ė pensando que sabe de tudo esse Prefeito e seus conselheiros estão todos perdidos………

  5. O Ze não é prefeito.dos 28.mil não. É prefeito.do povo de.Codó . E o F.Dino é governador de todos.entao,vamos V o que os líderes trazem a cidade. Parabéns a Boa política ! 2022 e 2024 são outras histórias.

  6. O que mais me assusta nós comentários é que pouca gente sustenta o pensamento de corrupção, traição e vira casaca.

    Daqui 4 anos estão aí babando os políticos novamente, tudo com bandeirinha na mão, adesivo no peito e discursos inflamados de que “ele é diferente”.

Deixe uma resposta