Pontes da MA-026 estão causando risco à vida entre Codó Timbiras

Com as chuvas o mato tomou de vez de conta do acostamento da MA-026 entre Codó e Timbiras e os buracos estão cada vez maiores e em maior quantidade, como reclamou o lavrador Antonio Wilson Lima

 “começaram tapar  uns aí mas continua do mesmo jeito….E O CIDADÃO? Só enfrentando perigo, qualquer coisa tem um acidente ainda bem que ainda não morreu ninguém nessa BR mas virar carro já virou bem uns três, eu mesmo já virei desvirar dois carros bem aqui nessa curva da escola aqui, por causa da buraqueira”, disse

AS CABECEIRAS

Mas vem da cabeceira das pontes o maior número de reclamação. Na que fica  sobre o riacho do Amorim, o buraco cresceu tanto que os motoristas resolveram tentar amenizar a situação jogando barro, mas não estão conseguindo fechá-lo porque toda vez que chove o material sede  mais ainda.

As vezes estas tentativas partem de atitudes solitárias como a do agricultor Clemilton Monteles que já gastou dinheiro do próprio bolso na estrada.

 “Um dia desses eu gastei R$ 228,00 e ajeitei aquele buraco do Amorim (…) eu fiz pouco mas com certeza vai salvar muitas vidas porque muita gente já morreu lá também”, revelou à TV Mirante

Seja noite ou dia, trafegar entre Codó e Timbiras está mais difícil e perigoso. Já há relatos de assaltos nestas pontes.

Os  ladrões sempre aproveitam quando a gente vai passar na cabeceira, como tem buraco a gente tem que frear moto, freando a moto eles ficam com uma facilidade imensa de já abordar a gente e fazer um roubo como já vem acontecendo várias vezes, como já foi divulgado mesmo na TV Mirante, já foi mostrado, e a gente tá pedindo pro Governo do Estado fazer isso aí pra nós”, contou o vigilante Jéferson

Todos estão desejando reparos o mais breve possível.

“O mais rápido possível, melhorar. Fiquei sabendo que tem um plano, tem um projeto pra ajeitar essa estrada, e quanto mais rápido puder ajeitar, melhor para nós”, pediu o professor Gladilson Ribeiro

Um comentário sobre “Pontes da MA-026 estão causando risco à vida entre Codó Timbiras”

  1. Enquanto CODÓ mendiga por operação tapa buracos Na MA 026. CAXIAS recebe CINCO MILHÕES DE REAIS DO GOVERNO DO MARANHÃO. Veja a Nota:
    Sobre transferência de recursos para o município de Caxias, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), esclarece que:

    Foram transferidos R$ 5 milhões do Fundo Estadual de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde para garantir os serviços de atendimento aos pacientes da região. Esta foi a primeira contrapartida do Governo do Estado ao município de Caxias na área da saúde, nos últimos seis anos. Na segunda etapa, o governo deverá transferir mais R$ 4 milhões ao município;
    Com o apoio do Governo do Estado, o município de Caxias oferecerá no prazo de três meses tratamento oncológico de quimioterapia, que atenderá à população de 26 municípios: Matões, Parnarama, São Francisco do Maranhão, Timon, Barão de Grajaú, Benedito Leite, Buriti Bravo, Carolina, Jatobá, Lagoa do Mato, Mirador, Nova Iorque, Paraibano, Passagem Franca, Pastos Bons, São Domingos do Azeitão, São João dos Patos, Sucupira do Norte, Sucupira do Riachão, Afonso Cunha, Aldeias Altas, Buriti, Coelho Neto, Duque Bacelar, São João do Sóter e Caxias;
    Também serão fortalecidas as frentes assistenciais da rede cegonha devido ao alto índice de mortalidade de recém-nascidos e de urgência e emergência visando reduzir a demanda de pacientes maranhenses, que buscam atendimento no sistema de saúde de Teresina, no Piauí.
    A nova política adotada pela governo estadual rompe com a prática utilizada em anos anteriores que resultou no descaso com o sistema de saúde penalizando a população do município de Caxias e parte da região;
    A regional de saúde de Caxias também contempla as cidades de Afonso Cunha, Aldeias Altas, Buriti, Coelho Neto, Duque Bacelar e São João do Sóter. A rede de saúde em Caxias possui três hospitais municipais (com serviço de ressonância magnética), uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) municipal, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e um Centro de Assistência Psicossocial (CAPS);
    Por fim, a Secretaria de Saúde informa que o Hospital do município de Peritoró suspendeu temporariamente as cirurgias eletivas devido a problemas no autoclave. No entanto, o hospital permanece oferecendo atendimento, sobretudo, de emergência normalmente à população.

    São Luís, 13 de março de 2015.
    Secretaria de Estado da Saúde

Deixe uma resposta