Por causa da água com calcário do KM 17 Chiquinho ataca empresário e TV que, segundo ele, ajudou a trazer pra Codó

O tema da agua com calcário no Km17 foi provocado na Câmara, na sessão da última segunda-feira, 21, pelo vereador João de Deus que questionou a notícia veiculada no blogdoacelio, especificamente no ítem possíveis problemas renais, denunciados pelos moradores do distrito de mais de cinco mil pessoas que sofrem com a água que vira casca dura em filtros, potes e até nos canos de algumas residências.

“SÓ QUANDO EU FOR PREFEITO”

Foi a tônica da noite e delineou todos os demais discursos. Domingos Reis chegou a dizer que o povo do 17 só beberá água saudável (sem cor, sabor e odor) quando ele for prefeito do futuro município Moisés Reis, pois tem, segundo ele mesmo, 80% da preferência popular.

Hildemberg Oliveira deu explicações técnicas. Chamou a água do 17 de “água dura, de gosto ruim”, e disse que, dificilmente, apesar da péssima qualidade, ela teria o poder de causar pedras nos rins de quem a consome diariamente.

Todos deixaram no ar a impossibilidade da água com calcário causar a doença. Vale reforçar que nenhum deles tem conhecimento técnico para tanto, assim como os moradores que sentem na pele, há décadas, inclusive, nos 14 anos de Hildemberg a frente do Saae, somando-se à isso o governo de Biné Figueiredo, quando fora secretário de obras.

CHIQUINHO ATACA

Chiquinho do Saae

Chiquinho do Saae disse inicialmente que não iria falar do assunto, mas, depois dos colegas, não poderia deixar de falar no assunto da água salobra, sem espuma, que corta até sabão no 17. Defendeu o irmão com unhas e dentes dizendo que ele só está a frente da autarquia municipal há 3 meses e, por isso, não merece ser o alvo de tantas críticas a respeito.

“E eu fico surpreso porque esta mesma televisão, que eu contribuí para que ela tivesse em Codó, ela hoje está fazendo um verdadeiro ‘escassel’ com o Saae. Eu queria deixar claro à população de Codó. O Saae, meu irmão só está três meses a frente do Saae, ninguém adquire cálculo renal em três meses bebendo qualquer tipo de coisa que venha a beber”, disse

SOBROU PARA OS EX-DIRETORES

Garantiu que, diferente dos dois ex-diretores, Marcelo Moebus e Pauly Maran, ao assumir seu brother, Paulinho Maclaren, foi ao Km 17 ver a situação dos moradores, levando, inclusive, um bioquímico para ver a qualidade da água com calcário.

Mas eu queria deixar a minha mensagem à população de Codó, como falava o vereador Domingos Reis, nós já tivemos lá no Km 17. Quando assumimos, não sei porque os ex-gestores não fizeram, os dois últimos que tiveram, mas quando assumimos o prefeito Zito pediu que a gente resolvesse aquele problema, que apresentasse uma solução, mudamos pro 17, praticamente, levamos bioquímico, e vamos apresentar na televisão, Dr. Hildemberg como vossa excelência falou, qual o mal que ela faz porque até hoje eu não conheço nenhuma pessoa que o médico desse o diagnóstico que é a água que tá causando cálculo renal, mas se for nós vamos encontrar uma saída, meu irmão não vai passar despercebido a frente do Saee”, sustentou

CONTRA O PROPRIETÁRIO

Sem citar o nome da TV e de seu proprietário, Chiquinho deixou claro que entende que a denúncia não passa de uma perseguição política contra o Saae e soltou um soco naquela região proibida, numa espécie de auto-defesa vingativa, contra o proprietário de tal TV.

Eu gostaria que esse proprietário dessa televisão que tanto tem tentado achincalhar o Saae, a população não sabe, mas ela vai saber. Ele indicou dois ex-diretores do Saae na intenção do Saae quebrar e ele comprar o Saae, privatizar, e o povo do Codó beber a água mais cara do Brasil. Nós vamos começar a falar aqui nesta casa desta televisão que foi conseguida com o voto daqueles mais humildes, porque ela chegou aqui através da política, no nosso município”, argumentou

Aprofundando-se contra o empresário, dono da TV, que ele Chiquinho do Saae ajudou a trazer pra Codó, citou, vagamente, pediu que a televisão, alvo de seu discurso, filmasse o Codó Novo.

“Ela deveria, também vereador Hildemberg filmar o Codó Novo, todas as ruas do Codó Novo foram compradas, isso eles não querem falar, vamos ter que falar, alguém tem que ter coragem de enfrentar os poderosos de Codó, Dr. Hildemberg”, disse

TIRANDO O FOCO E POVO NO CALCÁRIO

A repugnância do blogdoacelio por políticos, sobretudo àqueles que se acham espertos demais, é tão dura quando o calcário que seca no fundo dos potes, cola em cano de torneira e acaba com os filtros do 17. Eles se acham muito inteligentes e sempre que estão diante de algo que não lhes faz bem, armam estratégias para desviar o foco do assunto. Tentam criar novos fatos para tirar de suas costas o fardo, o clamor e, agora, até a água que os moradores engolem com sal.

Todos tentaram. Questionaram a manchete dada à reportagem, deram explicações técnicas que, certamente, não foi entendida por quem se obriga a beber aquilo que chamam de potável e dura, meteram o pau em TV e empresário sem ter a coragem sequer de citar nomes e até chegaram ao cúmulo de prometer melhorar a qualidade da água quando alguém for prefeito.

Há temos a imprensa vem mostrando o problema e todo governo que entra diz “o problema já existia”. Agora me chega mais um pra dizer “só estamos há 3 meses”. Eles vão empurrando com a barriga, alegando falta de dinheiro pra resolver o problema e enquanto isso os moradores pagam a conta de água, bebem, adoecem, se arrebentam, compram água na cidade e quem deveria fazer algo – fica só na promessa, desviando o foco quando a coisa esquenta.

Quem quiser calar, que se cale.

Vou ficar cutucando o assunto até ver algo de concreto, em meios a tantas promessas. Logo passarei a cobrar do Ministério Público Estadual, até então inerte frente ao problema.

Desde o tempo de Ricardo Archer o Saae aparece em manchetes ruins – Da era Biné tem até processo criminal apurando desvios e mais desvios. Na atualidade tem muita conversinha de corredor na autarquia já dando notícia de alguns probleminhas, mas ninguém detona nada porque o governo ainda não acabou (O próximo joga no ventilador). No entanto, nunca temos dinheiro para comprar um dessalinizador ou perfurar um novo poço no 17. Paciência, senhores. Nem todo mundo é tapado nesta cidade. É HORA DE SOLUÇÃO.

Os moradores do 17 merecem respeito e é isso que nos dispomos a cobrar já há bastante tempo.

15 comentários sobre “Por causa da água com calcário do KM 17 Chiquinho ataca empresário e TV que, segundo ele, ajudou a trazer pra Codó”

  1. O químico que o C S colocou lá depois que o irmçao dele chegou naquela autarquia, é simplesmente um ex professor do Batista, sou seja, o cara tem apenas licenciatuara em quimica. Ele estudou para ser Professor da disciplina química, portanto ele não é bacharel em química industrial e nem tão pouco bioquímico.

Deixe um comentário