Por Jacinto Junior – Sobre a virtude humana: alguns aforismas

Prof. Jacinto Junior
Prof. Jacinto Junior

Entre a capacidade de maquinar a maldade e gerar estupidez, prefiro preservar em mim a beleza e a bondade.

Entre a hipocrisia e bajulação prefiro manter-me na defesa da intransigente independência pessoal e moral; pois, a pior desgraça para o homem é quando ele perde sua mais valiosa virtude: a dignidade.

Entre a fome do poder pelo poder desenfreado, prefiro degustar o espírito terno da verdade, a doce paixão pelo respeito e a leveza do amor.

Jamais permitirei que a contaminação da sujeira, da manipulação e da traição seja em qual ambiente for, domine minha mente na direção do mal e prejudique meu semelhante.

Não, nunca, jamais terei a capacidade de introduzir na rota de minha conduta elementos perniciosos para obter vantagens pessoais como se tais elementos fossem partes integrantes da convivência social, pois, se assim o fosse, lutaria minha vida inteira para eliminá-los como códigos de conduta.

Compreender a beleza e a verdade nos torna ainda mais respeitado e admirado. O homem que possui verdadeiramente o sentimento da honestidade, da honradez, do amor, da serenidade, não consegue externalizar o lado sombrio da crueldade e nem mesmo da dissimulação para agradar terceiros como se isso fosse uma conduta louvável e agradável.

O homem que detem em si, a virtude da moral e é, ao mesmo tempo, capaz de exprimir seus sentimentos sem medo e sem tremor sobre seus sonhos, pensamentos, idealismos e utopias serão permanentemente citados como exemplo, como excelência e, no fundo, é isso mesmo que deseja todo ser humano para projetar sua potencialidade, sua competência intelectual e seu modo de vida.

10 comentários sobre “Por Jacinto Junior – Sobre a virtude humana: alguns aforismas”

  1. Jacinto,bonitas palavras…mas do que vale as palavras sem ação,durante todo mandato em que você foi secretario sempre foi omisso a muitas coisas, nunca tomava posição alguma!!!para mim,todas essas palavras só agora, demonstram dor de cotovelo.

  2. NÃO ADIANTA CARA!!!!
    Você falar em dignidade. Pra mim você já perdeu a sua.
    LEMBRA DE QUANDO VOCÊ ERA SECRETARIO DE EDUCAÇÃO?

    POR QUE VOCÊ NÃO COLOCA ARTIGO FALANDO SOBRE QUANDO VOCÊ ERA SECRETARIO DE EDUCAÇÃO E DIZ O QUE VOCÊ FAZIA QUANDO ERA SECRETARIO E NO QUE VOCÊ CONTRIBUIU PARA O DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DE CODÓ ?

    -O CARA DO PARTIDO VERDE TE TIROU POR QUE?
    -SERÁ QUE VOCÊ IA ESCREVER “Sobre a virtude humana: alguns aforismas” SE VOCÊ TIVESSE HOJE COMO SECRETARIO DO LADO DO PREFEITO DO PV?

  3. SENHOR JACINTO, COMEÇO PENSANDO QUE JÁ SINTO O SEU TORMENTO. QUANDO O
    GRÃO CAI DO BALAIO LOGO VEM O GALO OU A GALINHA E ENGOLE. É ISSO, VOCÊ
    CAIU DO BALAIO, PORQUE, QUANDO LÁ ESTAVA OCUPANDO O CARGO DE SECRETÁRIO
    DE EDUCAÇÃO, ACEITANDO A FALÊNCIA DO SETOR, VENDO A FALTA DA MERENDA
    ESCOLAR, A DIGNIDADE NÃO EXISTIA. ENTRE A FORMA DO PODER PELO PODER
    DESENFREADO, NÃO FÔRA O BALANÇAR DO BALAIO, LÁ VOCÊ CONTINUARIA, MESMO
    SABENDO QUE O CAOS CONTINUARIA. QUANTO A NÃO PERMITIR QUE A CONTAMINAÇÃO
    DA SUJEIRA, DA MANIPULAÇÃO E DA TRAIÇÃO, SEJA EM QUE AMBIENTE FOR,
    DOMINE A SUA MENTE NA DIREÇÃO DO MAL, DISCORDO PELO SIMPLES MOTIVO, VOCÊ
    ESTAVA NESTE AMBIENTE, ONDE A SUJEIRA, A MANIPULAÇÃO E A TRAIÇÃO ESTAVA
    A PLENO VAPOR. DEVO DIZER, NINGUÉM DUVIDA DA SUA HONESTIDADE, MAS POR
    FAVOR, NÃO CONTINUE CITANDO CÓDIGOS DE HONRA E NEM COMPORTAMENTALM, É
    FILME QUEIMADO. AO LONGO DOS MEUS 54 ANOS DE VIDA, VI E CONTINUAREI
    VENDO ESSE TIPO DE DESABAFO. DIGO DESABAFO PORQUÊ, AS SUAS PALAVRAS TÊM
    DOIS ENDEREÇOS. UM, PARA O PREFEITO E O OUTRO PARA O PÚBLICO, DANDO A
    ENTENDER QUE A SUA QUEDA DO BALAIO FOI POR NÃO CONCORDAR COM A SITUAÇÃO
    DA EDUCAÇÃO. FELICIDADES.

  4. Esse ai é o tipo aquele ditado: “Dai o poder e ele te mostrara que és”. …………, se fizerem uma pesquisa será o pior Secretario de Educação que o Municipio de Codó já teve. Você deve ir para sala de aula estudar e não ensinar. Não vou perder mais tempo!!

  5. Esses aforismos expressam realmente a virtude humana, fiquei até comovido com tal descrição do homem virtuoso, é magnifico. Contudo, mais que as palavras precisamos realmente de pessoas que nos mostrem com seu testemunho de vida as virtudes necessárias para plenitude da dignidade humana… essa pessoa sim arrastará multidões junto com ele. O Jacinto só esqueceu de citar o nome dele: PROFESSOR ANTONIO CELSO MOREIRA.

Deixe um comentário