PRÉ-MATRÍCULA: Invenção de Flávio Dino pode deixar dezenas de codoenses fora do Ensino Médio

No Mata Roma, escola com 360 vagas para o 1º ano do ensino médio, o segundo dia de confirmação da matrícula começou com reclamação nas filas e demora no atendimento.

 “O certo é só uma e o povo já tá formando outra (…) Cheguei cedo, 6h…MAS JÁ SÃO QUASE 10 DA MANHÃ? Nunca entrei (…) VAI DESISTIR? Não, porque os filhos da gente não podem ficar sem estudar”, disse dona Kátia Holanda, na fila.

Dona Raimunda Alves, já estava na terceira escola em busca de uma vaga para Tainah.  Tinha passado pelo Colares Moreira e na Lúcia Bayma, onde fez a pré-matrícula na internet, não tinha mais. Se não dé certo no Mata Roma onde a encontramos, já pensa em procurar a Justiça para garantir a escola da filha.

 “Eu vou ter que procurar em algum lugar nem que eu procure meus direitos, tem que encontrar uma vaga pra ela né porque não pode ficar sem estudar”, afirmou preocupada a lavradora.

A FALHA DO ESTADO

Só agora, sob pressão dos pais, a direção de algumas escolas revelou um dos erros da chamada pré-matrícula on line, é que o número de vagas foi disponibilizado, calculado, sem a consultar a direção as escolas. Um exemplo claro disso aqui em Codó é a Lúcia Bayma. No sistema consta que aqui existem 102 vagas pela manhã e mais 102 vagas pela tarde, na realidade são apenas 68 por turno.

Nem sala de aula para a previsão feita, às cegas, pelo Estado, a escola possui. Resultado disso é a decepção que dona  Zilma Sousa Silva e outras dezenas de pais estão passando ao ouvirem da diretora que não há como confirmar a pré-matrícula.

 “ Eu fico porque essa situação é muito constrangedora porque as crianças tudo querendo uma vaga então se eles colocaram na internet, então eles tinham muito era que garantir a vaga, não era não, não já estava garantida?….E A SENHORA SE EMOCIONOU POR QUÊ? Não, porque, como que eu vou garantir a vaga agora?”, indagou a aposentada que depois demonstrou esperança numa solução vinda da própria escola.

FILHA FORA DA SALA DE AULA

Cassilda Viana SALAZAR saiu horrorizada com a possibilidade de ver a filha ficar um ano inteiro sem escola uma vez que a família não pode pagar uma particular. VEJA O DEPOIMENTO DELA AO BLOGDOACELIO hoje pela manhã ao sair da Lúcia Bayma.

Ainda encontramos confirmação de matrícula apenas no René Bayma, mas nem mesmo o diretor sabia quantas ainda restavam, só da norma que diz que cada turma só pode ter 34 alunos.

Ele, como quem está ficando de fora, tem a esperança de que a Secretaria Estadual amplie a oferta de matrículas.

 “Mas eu acredito que haverá uma ampliação, como você falou, uma vez que nas outras escolas, como Mata Roma, Lúcia Bayma (…) a gente acredita que essas vagas serão ampliadas não havendo prejuízo para o aluno que escolher estudar nas escolas estaduais”, disse Ribamar Melo

6 comentários sobre “PRÉ-MATRÍCULA: Invenção de Flávio Dino pode deixar dezenas de codoenses fora do Ensino Médio”

  1. ¯\_(ツ)_/¯ ©

    2017

    Viva 2016!

    Em 2016 houve fato fabuloso sim, apesar de Vanessa Grazziotin falar que não, dessa forma equivocada assim:

    “O ano de 2016 é, sem dúvida, daqueles que dificilmente será esquecido. Ficará marcado na história pelos acontecimentos negativos ocorridos no Brasil e no mundo. Esse é o sentimento das pessoas”, diz Grazziotin.

    Mas, por outro lado, nem que seja apenas 1 fato positivo houve sim! É claro! Mesmo que seja, somente e só, um ato notável, de êxito. Extraordinário. Onde a sociedade se mostrou. Divino. Que ficará na história para sempre, para o início de um horizonte progressista do Brasil, na vida cultural, na artística, na esfera política, e na econômica.

    Que jamais será esquecido tal nascer dos anos a partir de 2016, apontando para frente. Ano em orientação à alta-cultura. Acontecimento esse verdadeiramente um marco histórico prodigioso. Tal ação acorrida em 2016 ocasionou o triunfo sobre a incompetência. Incrementando sim o Brasil em direção a modernidade, a reformas e mudanças positivas e progressistas. Enfim: admirável.

    Qual foi, afinal, essa ação sui-generis?

    Tal fato luminoso foi o:

    — «Tchau querida!»*

    [ (*) a «Coração Valente©» do João Santana; criada, estimulada e consumida. Uma espécie de Danoninho© ‘vale por um bifinho’. ATENÇÃO: eu disse Jo-ã-o SAN-TA-NA].

    Eis aí um momento progressista, no ano de 2016. Sem PeTê. Sem baranguice. Sem política kitsch do Petismo.

    A volta de decoro ao Brasil.

    Feliz 2017 a todos.

    [P.S.: a todos do blog, que fiquem atentos à picaretagem em 2017 & que vossas mentes permaneçam rápidas perante ao ilusionismo do PT. Um sublime 2017!].

Deixe uma resposta