Prefeito de Bacabal recebe premiação do Selo UNICEF

Criado em 2004 e renovado em 2007 o ‘Selo Unicef Município Aprovado’ é uma certificação internacional concedida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) que reconhece avanços reais e positivos para a vida de crianças e adolescentes que resultaram do esforço de municípios, por meio de políticas públicas que promovem, protegem e asseguram direitos de meninos e meninas no Semiárido e na Amazônia Legal Brasileira, áreas que concentram o maior numero de crianças em situação de vulnerabilidade.  Nesta edição, no Maranhão, 150 municípios iniciaram o processo, em 2013, 71 terminaram e 42 foram premiados dentre eles o Município de Bacabal.

Prefeito recebendo a premiação
Prefeito recebendo a premiação

Em 2013 a atual administração fez a adesão ao Selo UNICEF Município Aprovada e participou ativamente de todas as formações e encontros realizados. Mobilizou todas as secretarias municipais e traçou estratégias voltadas para garantir, promover e efetivar os direitos das crianças e adolescentes de Bacabal.

O Município de Bacabal teria que cumprir 11 objetivos, mas acabou cumprindo 17 metas exigidas pelo programa nas áreas da saúde, assistência social e educação.

A Secretaria de Assistência Social comandada pela Primeira Dama Silvia Veloso monitorou e mobilizou as atividades de todas as secretarias envolvidas, sendo a anfitriã deste projeto, e traçando as estratégias voltadas para garantir, promover e efetivar os direitos das crianças e adolescentes.

Selo Unicef Bacabal
Selo Unicef Bacabal

A premiação aconteceu no Palácio Henrique de La Rocque, na capital São Luís e contou com a participação do governador Flávio Dino e com a Coordenadora do Escritório UNICEF no Maranhão, Eliana Almeida. O Secretário Municipal de Educação de Bacabal Professor Carlos Gusmão representou o Prefeito Zé

Alberto Veloso e ergueu o troféu que concretiza o compromisso da atual administração com nossas futuras gerações. Já a Secretária Silvia Veloso foi representada pelas Coordenadoras de Programas Sociais Larissa Pinto e Leticia Nogueira.

Por ASCOM/Bacabal

Deixe uma resposta