Fale com Acélio

Gil cobra bancada federal
Gil cobra bancada federal

Prefeitos e prefeitas do Maranhão cobraram, em um só coro, empenho, por parte da bancada federal do Estado (deputados e senadores), para aprovação do aumento de 2% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

A reunião de trabalho da caravana da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) com os parlamentares aconteceu no Plenário 19 do Senado Federal e fez parte da programação da XVII Marcha dos Prefeitos e Prefeitas do Brasil à Brasília, encerrada ontem quinta-feira (15).

Participaram do encontro mais de 40 prefeitos e prefeitas, de várias regiões do Estado; os deputados federais Sarney Filho, Cleber Verde, Pedro Fernandes, Alberto Filho, Carlos Brandão, Sétimo Waquim, Gastão Vieira, Chiquinho Escórcio e Simplício Araújo; além do senador João Alberto.

Diante da cobrança dos gestores públicos, os parlamentares ratificaram apoio à reivindicação pelo aumento do repasse do Fundo. Durante a reunião, a Famem sugeriu a assinatura, entre gestores e a bancada federal, de um termo de compromisso selando a união da classe política em torno da aprovação da proposta. Deputados e senadores ficaram de avaliar o documento. Porém, adiantaram que não deve haver nenhum tipo de rejeição por parte de todos os integrantes do grupo parlamentar.

“Apoiamos integralmente a reivindicação dos prefeitos maranhenses. Sabemos das dificuldades pelas quais passam os municípios, um quadro grave de perdas financeiras ocasionadas pelo pacto federativo injusto. E iremos lutar para que, o mais breve possível, o percentual do FPM seja aumentado”, afirmou Sarney Filho, que é líder da bancada maranhense em Brasília e integrante da comissão parlamentar da Câmara Federal criada para avaliar o reajuste de 2%.

Em seu pronunciamento, o presidente da Federação, prefeito Gil Cutrim (São José de Ribamar), disse ter ficado satisfeito com o anúncio, por parte da Câmara Federal, de que o reajuste será apreciado e votado no prazo máximo de dez sessões. Ratificou, no entanto, o posicionamento de vigilância, expectativa e cobrança de todos os prefeitos maranhenses acerca da atuação da bancada federal. “A bancada assumiu o compromisso com os prefeitos e prefeitas do Maranhão. E nós, gestores, estamos atentos e prontos para cobrar, visto que, não aguentamos mais esse cenário de discriminação financeira imposto aos municípios brasileiros”, disse.

Para Fred Maia, prefeito do município de Trizidela do Vale, é inadmissível a permanência de um pacto federativo, através do qual, a União abocanha mais de 70% dos recursos arrecadados enquanto que os municípios ficam com a menor fatia. “É no município que tudo acontece. Em muitos casos, o prefeito é cobrado por coisas que nem são da sua competência, mas da União. Temos que acabar com isso. O aumento do FPM não é uma solução definitiva. Porém, já servirá para dar fôlego financeiro as administrações municipais”.

ASSCOM FAMEM

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

JÉSSICA COUTINHO

IMPULSO CRED

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

 

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias