Prefeitura de Codó entrega galpão de apoio e retroescavadeira para trabalhadores do Lixão

Na quinta-feira (19) o prefeito de Codó, Francisco Nagib, acompanhado do secretário municipal de meio ambiente e desenvolvimento urbano e rural, Roberto Albuquerque, visitou os catadores que trabalham no perímetro destinado ao deposito de lixo da cidade. O prefeito, cumprindo uma promessa feita durante sua campanha, foi entregar um galpão de apoio e uma máquina retroescavadeira para ajudar na rotina de trabalho dos catadores.  

Conhecemos a realidade das pessoas que trabalham aqui na coleta do lixão, sabemos de suas necessidades. Eles nos reivindicaram esse galpão e uma máquina para ajudar no seu trabalho. Resolvemos construir este galpão para servir de abrigo aos trabalhadores, dando mais segurança e os protegendo das condições adversas do clima. A máquina irá ajudar aos catadores, abrindo caminhos de acesso a coleta”, explicou Francisco Nagib.

Dona Maria, que sustenta sua família com a renda oriunda da coleta no lixão, achou a obra uma melhoria mais do que necessária para o dia a dia dos trabalhadores da área.

É muito importante a visita do prefeito aqui com a gente. Nós fazíamos só umas tendas de palha pra nos proteger do sol e chuva, mas não era bom. Agora temos uma área boa de abrigo do sol e chuva, pra descanso e pra gente poder merendar. Esse galpão chegou em boa hora”.

O prefeito ainda garantiu que fará com as políticas públicas cheguem até as famílias que trabalham e residem nas proximidades da área do lixão.

Estas pessoas levam uma rotina dura de trabalho. Vamos fazer com que, em todas as áreas, seja saúde, infraestrutura ou assistência social, as políticas públicas cheguem até essas famílias, amenizando as duras condições de trabalho e trazendo mais segurança e melhorias a todos”.

Ascom – PMC

10 comentários sobre “Prefeitura de Codó entrega galpão de apoio e retroescavadeira para trabalhadores do Lixão”

  1. valeu pela ação, prefeito. Já é um começo, mas a medida mais efetiva em prol dos catadores do lixo, seria ajudá-los na criação de uma Cooperativa, e na construção de uma usina de reciclagem, parece difícil, mas com vontade e determinação é possível, inclusive já existem várias prefeituras e ONG’s que fizeram isso. Além disso, tem que ser resolvido o problema do lixão de Codó. Zito passou 08 anos na prefeitura, e me parece que nem elaborar o projeto, conseguiu. Passou a bola pra você, Nagib. Pelo menos, chute pro gol.

  2. O cara foi só uma cobertura assim aí que simplesinha se chama e sair de Galpão no galpão desse jeito aí não talvez ele falou galpão a dizer que fez o galpão mas aí não galpão não é só uma cobertura sem Nem paredes não tem Assim fica fácil de mandar para colação faz uma coisa disse que a outra

  3. O cara fez só uma cobertura assim aí que que se chama isso ai de Galpão no galpão desse jeito aí não talvez ele falou galpão pra dizer que fez o galpão mas aí não galpão não é só uma cobertura sem Nem paredes não tem Assim fica fácil de mandar para colação faz uma coisa disse que a outra

  4. O cara fez só uma cobertura assim aí que que se chama isso ai de Galpão no galpão desse jeito aí não talvez ele falou galpão pra dizer que fez o galpão mas aí não galpão não é só uma cobertura nem si quer paredes tem o cara fala que fez galpão aí tá longe de ser um galpão não viu aí tá parecendo aqueles posto de moto taxista o pior que isso

  5. O cara fez só uma cobertura assim aí que que se chama isso ai de Galpão no galpão desse jeito aí não talvez ele falou galpão pra dizer que fez o galpão mas aí não galpão não é só uma cobertura nem si quer paredes tem o cara fala que fez galpão aí tá longe de ser um galpão não viu aí tá parecendo aqueles posto de moto taxista o pior que isso parece mais com Paiol de Rosa

  6. Falta fazer vários galpões nas Praças e Avenidas para abrigar os vendedores de sulancas, churrasqueiras de galetos, lanchonetes e outras iniciativas privadas, que usam o patrimônio público.

Deixe um comentário