Professor lembra que já houve reajuste na conta d’água recentemente

Existe uma grande mobilização nos bairros, partindo dos próprios consumidores, sem interferência política, motivada apenas pela indignação popular que acabou gerando a possível aprovação do projeto de lei do Executivo nesta segunda-feira (9), por meio do qual o prefeito Zito Rolim pede aumento de 45% para contas de água.

Quem também se manifestou, como cidadão afetado, foi o professor Antonio Celso Moreira, na FCFM no último sábado, em participação por telefone com o radialista Edmilson Filho.

“Todos nós cidadãos codoenses, que contribuímos, temos por obrigação de estarmos presentes lá na Câmara de Vereadores que estes vereadores não votem neste projeto indecente”, disse

A CONTA JÁ AUMENTOU

Professor Celso lembrou algo que é verdadeiro, a conta de água já passou por um reajuste recentemente quando quem pagava taxa mínima de R$ 12,91 passou a pagar mínima de R$ 14,34.
Quem pagava mínima de 17,40 passou a pagar R$ 19,49.

O blogdoacelio entrevistou Paulinho Maclaren, o diretor do SAAE , em fevereiro de 2013 sobre o reajuste, no que fez confirmações avisando que ainda seria feito outro  nos próximos meses.

Antonio Celso citou seu próprio exemplo. Ele estava na casa dos que pagavam R$ 19,91 e sentiu a diferença, que logo será aumentada quase pela metade, se os vereadores deixarem passar o projeto nesta segunda-feira.

“O aumento já aconteceu, eu pagava aqui R$ 19,00, agora estou pagando R$ 22,00. Ano passado eu pagava R$ 19,00, agora estou pagando R$ 22,00, agora eles vão botar em cima desses R$ 22,00 quarenta e cinco por cento, ou seja, eu vou pagar em torno aí de R$ 10,00 a mais do que eu pagava, isso é um absurdo…VAI PRA R$ 31,90, VIU? É pra cobrir o rombo que a prefeitura causou (…) porque não paga, não paga, é só acumulando, acumulando a dívida”, criticou

“NÓS ESTAREMOS LÁ”

Ao final reforçou seu intento de estar na Câmara a partir das 17h, hoje, para ver de perto qual vereador terá a coragem de votar o projeto de lei dos 45% de aumento.

“Nós estaremos lá, a partir das 5h, lá fora na Câmara pra fazer a cobrança, protestar de forma ordeira, mas nós vamos protestar, nós vamos cobrar esses vereadores porque o papel dos vereadores não é esse defender o prefeito a qualquer custo e dizer que a sociedade ainda vai agradecer ainda”, concluiu

Deixe um comentário