Professores vão iniciar greve se Zito não atendê-los nesta segunda-feira

Os professores deixaram as salas no que seria o primeiro dia de aula na rede municipal para fazer reivindicações na porta da Prefeitura. Reclamam de falta de condições para trabalhar e isso inclui a estrutura das escolas.

A professora, Virgínia Rêgo Trindade Araújo, 2ª tesoureira do Sindsserm, denuncia que faltam banheiros funcionando (KM 17) , ventiladores e ar-refrigerado em escolas forradas (Escola Modelo) e até pinturas em alguns casos (Escola Governador Archer).

Então educação não é só implantar PCCS o professor tem que ter condições de estar em sala de aula para executar seu trabalho, todo servidor público precisa ter condições”, reclamou

VAI FALTAR PROFESSOR

Professores Unidos

Os manifestantes também estão alertando para a falta de professores que pode ocorrer este ano em Codó. Cálculos feitos pelo Sindicato mostram que o governo pretende contratar muito menos pessoas para estarem na sala de aula agora em 2011.

O professor, Marcelo Pereira Sousa, revelou que ano passado o município contratou 769 educadores. Agora os contratados não chegarão a 350. O governo já anunciou que pretende colocar todos os que estão de licença ou premiações em sala de aula, assim suprirá qualquer necessidade. Os manifestantes discordam.

Isso não é bom porque o professor que está de licença de saúde ele não está habilitado para trabalhar, isso vai prejudicar e não vai valorizar nossos profissionais”, disse Marcelo

REAJUSTE

A pauta inclui um reajuste de 21,70%, referente aos anos de 2010 e 2011. O procurador-geral do município, Ricardo Torres, representando o prefeito, esteve entre os professores e saiu levando as reivindicações para serem analisadas pela Secretaria de Educação.

A resposta seria dada na parte da manhã. Por volta do meio dia os manifestantes obtiveram a informação de que só serão ouvidos às 16h desta segunda-feira.

Se os pedidos não forem atendidos eles ameaçam entrar em greve por tempo indeterminado.

A paralisação começou hoje, mas caso contrário o governo não chegue à um consenso com a categoria é pra começar a greve mesmo”, disse Antonio Celso Moreira, presidente do Sindsserm.

Um comentário sobre “Professores vão iniciar greve se Zito não atendê-los nesta segunda-feira”

  1. Quando eu estava na Secretaria Municipal de Educação e buscava ocupar a mídia defendendo acões no sentido de melhorar o ensino-aprendizagem,o secretário,Jacinto Junior,ficava sempre indiferente comigo.Propagava-se nos corredores da SEMED, que o Cicero de Sousa estava querendo ser secretário.Nunca alimentei tal desejo,apenas estava sendo fiel aos ideais de uma educação de qualidade.Por outro lado,buscava,também,ser o interlocutor da SEMED com os profissionais da educação,já que o Jacinto não formava opinião diante de assuntos relevantes, a saber:Eleição para diretores,PCCS,seletivo,PROFA,Darcy Ribeiro,UAB,reuniões com professores e diretores.Esses últimos,professores e diretores,a SEMED só tinha contatos mais no sentido de cobrá-los do que incluilos na formulação de políticas públicas.Ademais,tive que recorrer ao prefeito para poder desenvolver algumas ações.A meta da SEMED era isolar o Cicero de Sousa.Hoje eu vejo aqueles, que trabalharam meu isolamento para forçar o meu pedido de exoneração,calados diante de várias denunçias.Cadê os defensores do prefeito Zito?Aqueles que tem salários acima de 2.500 não ocupam os meios de comunicação para defender o patrão.Ficam trancados nas salas da SEMED deixando o prefeito se tornar refém dos ataques do SINDICATO.

Deixe um comentário