Proibição de celular nas agências bancárias, resolveria o problema dos assaltos fora delas em Codó?

Você acha que o não uso de telefone celular dentro das agências ajuda a prevenir crimes, como a saidinha bancária?

Muitos vereadores de Codó acham que sim. O assunto foi levantado em recente sessão ordinária após Antonio Zaidan, do PMN, relatar casos de assaltos à pessoas que foram abordadas do lado de fora, mas que teriam sido observadas dentro das agências quando faziam movimentações financeiras.

O parlamentar chegou a sustentar que três pessoas, inclusive vítimas da Bacabinha, zona rural, já teriam perdido um montante de quase R$ 20.000,00 para os bandidos na saidinha.

Questionou-se então se o celular não havia se tornado uma ferramenta eficaz para os assaltantes que implantam gente do grupo dentro das agências para observação e envio de mensagens, quando não se comunica diretamente usando a voz para avisar que a vítima está saindo, fornecendo suas características físicas, roupas e outros detalhes.

No quente da discussão os parlamentares chegaram a sugerir a criação de uma lei municipal proibindo o uso de celulares dentro das agências bancárias, seja por fala ou por envio de mensagens.

Na sessão ordinária seguinte, que foi a de segunda-feira, 9, o assunto não voltou à pauta e parece já ter caído no esquecimento.

Resolveria mesmo?

Deixe uma resposta