Ricardo Reis mantém rigidez da lei para flagrantes de desrespeitos no trânsito de Codó e Coroatá

Ricardo Reis - chefe da 3ª Ciretran/Codó
Ricardo Reis – chefe da 3ª Ciretran/Codó

O novo chefe da 3ª Ciretran, Ricardo Reis, falou à nossa reportagem sobre como está tratando casos de irregularidades flagrados na Operação lei Seca realizada no último fim de semana.

Esta semana pessoas de Coroatá e Codó estão tendo que se dirigir à sede da Cirscuncrição Regional de Trânsito, na rua Cônego Mendonça, para ter de volta motos ou carros.

“Procedimento é a pessoa se dirigir ao órgão e poder regularizar as pendências que têm cada veículo, cada motocicleta e nós estamos prontos para atender todos que nos procuram, os funcionários estão imbuídos de trabalhar incessantemente para poder atender as demandas”, disse Ricardo

Mais a frente reforçou.

“Pra que seja liberado o seu proprietário tem que comparecer ao órgão e pagar todas as taxas para regularizar a situação do veículo. Quando não o condutor que seu veículo tenha sido apreendido que não possuía carteira de habilitação ou carteira de habilitação vencida ele tem que procurar tirar a sua carteira de habilitação, não pode transitar sem habilitação e a documentação do veículo também estar em dia”, frisou

O intuito do trabalho mais rígido, na opinião de Ricardo Reis, é diminuir o número de Acidentes.

“Acho que é uma medida salutar pra gente tentar verdadeiramente organizar o trânsito e evitar diminuir bastante o índice de acidentes no trânsito”, considerou

3 comentários sobre “Ricardo Reis mantém rigidez da lei para flagrantes de desrespeitos no trânsito de Codó e Coroatá”

Deixe um comentário