Fale com Acélio

Em Santa Bárbara, água só se o carro-pipa aparecer

A situação em mais de 100 povoados de Codó é crítica, quando o assunto é água para beber. Os açudes secaram, com eles as cacimbas (buracos feitos praticamente na margem dos açudes).

Os riachos estão só folhas em seus leitos. Tem gado morrendo de sede, enquanto as famílias lutam para se manter.

Na secretaria de Agricultura do município obtivemos a informação de que na atualidade 58 povoados recebem, pelo menos três vezes por semana, a visita de um carro-pipa. Mas a demanda aumenta todo dia e o governo não estava preparado para a ocasião.

CARRO NEGADO

Presenciamos a lavradora, Roselita Silva de Oliveira, moradora do povoado Alto Negro, há 76 kms da sede de Codó, no extremo com o município de Governador Archer. Ela contou que desde o início de agosto pede à prefeitura que envie carro-pipa à comunidade, com cerca de 12 famílias.

Nunca foi atendida. Ontem, pediram para ela retornar hoje, mas ela confirmou que não pediria mais e que voltaria à zona rural com os galões de água que leva da cidade, pagando passagem de R$ 20,00 (ida e volta).

“É seco, não tem não. Não tem poço, a gente ta com necessidade mesmo. Eu levo água daqui, toda vez que eu venho eu levo meus litros de água pra gente beber. Levo na garrafa de coca-cola, botijão. Passa uma semana, aí eu venho de novo”, explicou com grande  tristeza

SECA NO POVOADO RAPOSA

Quem protocolou pedido, na secretaria, ontem também foi a associação de moradores do povoado Raposa. Lá, segundo documento ao qual o blog teve acesso, á água de brejo que a comunidade vem consumindo passou por uma análise feita por um bioquímico do Saae e constatou-se que ela é imprópria para o consumo humano.

“Segundo pesquisa feita pelo bioquímico do Saae, na área, ficou comprovado que esta água é imprópria para o consumo humano. Isto vem causando muitos prejuízos à saúde dos moradores, vários casos de internação tem ocorrido em função desse problema”, diz o requerimento/ofício de Raposa.

A comunidade planeja fazer um protesto trazendo suas crianças para a porta da prefeitura.

PALAVRA DO GOVERNO

O secretário de agricultura, José Cordeiro de Oliveira – “Cordeiro da CIT” – informou que o governo está fazendo de tudo para abastecer o máximo possível de comunidade.

Fez um projeto e o enviou ao governo federal onde pede mais 8 carros-pipa e vasilhames pra reservar a água no interior. Outra solução, já em andamento é a implantação de 1.000 cisternas que encherão com a água da chuva.

Na comunidade de Santa Bárbara algumas já estão instaladas.

8 comentários sobre “SECA: Governo Zito não atende a demanda e famílias sofrem sem água na zona rural”

  1. Era só o que faltava, por a culpa no governo do Zito, no início foi a enchente que desabrigou centenas de familia e agora no final esta sêca que aflinge os trabalhadores rurais principalmente. Precisamos entender que nem o prefeito nem ninguem é culpado pelos desastres naturais, o que precisamos é buscar soluções para os problemas causados por eles e isto está sendo feito, aliais como nunca foi feito antes, quem imaginava cisternas sendo instaladas em Codó uma região tida como abundante em aguas potavel. O que precisamos mesmo é refletir sobre nossas atitudes e levar a questão ambiental a sério, isto é só o começo e não vai ser o governo A ou B que vai resover o problema, o problema é de todos inclusive da imprensa que muitas fezes investe os papeis e fica a destilar veneno procurando culpado para o que eles já tem resposta e tem medo de falar.
    Abraços.

  2. Bom dia,
    Meu caro amigo Acélio, venho através deste informar e fazer uma denuncia que os moradores dos povoados São Bartolomeu e Marajá do Protazio que fica na região da Trizidela estão sem o abastecimento de água a 30 dias, pois essas localidades não tem poço e nem riacho. Já morreu gado e os moradores não tem aguá para bebe e cozinhar, a situação deles é critica. E o carro PIPA que fazia o abastecimento não chega até lá. Porque os Grandes fazendeiros da região pagam propina para os Motoristas.

  3. FALANDO SÉRIO MESMO, AINDA EXISTE ALGUÉM QUE ACREDITA QUE O PREFEITO AINDA VAI SE PRECOCUPAR COM ALGUÉM NESSE MUNICIPIO A NÃO SER COM OS DELES?
    BOBINHOS………

  4. Minha gente, a coisa é séria, não é só em Codó não, e um problema que atinge o nordeste todo, sem água ninguém consegue viver, temos é quer arranjar solução, e não culpar ninguém.

  5. Dona Denise a senhora deve ser mais uma dondoca de pele branca que tem uma caixa daagua atrepada no quintal,não sabe o que é beber agua no mesmo buraco que os animais. Talvez a senhora já tenha passado por auguma comunidade,saiber o que é isso. Qualquer governo que se preza tem que ter uma politica publica com planejamento e previsão para acudir os mais carentes. citenas não resolve,e é a Dilma(nossa presidente)que mandou pra codó. Fome vc nunca passou,imagine sede. beber em pote de barroso cuado com pano e ve o fundo do pano ficar marror de tanto sujo. é uma pena,fique calada. vc não sabe de nada.Denise serra(ébom saber serrar,pois a vida é curta e dar muitas voltas. Nois somu pobre,mais nao somu burro. e a nossa cor nao é de sujeira não,é de trabaiar no campo,plantado pra cidade cumer.

    1. Dona Teodora, o que eu disse foi que precizamos refletir sobre nossas atitudes no trato da questão ambiental, sei que o governo deve ajudar os mais necessitados como sei que já esta ajudando, conheço sim a realidade das comunidades rurais e sei que a cituação é muito mais complexa do que se imagina, só não concordo é quando as pessoas transformam isso em politicagem culpando quem não tem culpa. Quanto a preservação ambiental vc não disse nada, fale para sua cumunidade não desmatar as margens dos riachos, rios e açudes, deixar uma área destinada para reserva ambiental, denunciar as queimadas de roças feitas em horários improprios, denunciar a caça e pesca predatória, fora de época, se tem um culpado por esta seca, por esta falta de água somos todos nós e a natureza está apenas respondendo. Sei sim de muitas coisas, não sou dondoca sou trabalhadora e tambem já passei por muitas dificuldades na vida, e fique certa, estou do seu lado como estou do lado de todos que estão na mesma cituação.
      Beijos…

  6. O povo coloca a culpa de tudo que acontece no prefeito mas na verdade ele não é culpado de tudo, se fosse assim as cidades grande não estaria na mesma situação, essa falta de água, falta de chuva ou enchentes não tem nada a ver com prefeito pois ele pode sim ajudar mais somente com o que estiver ao seu alcance pois ele não faz milagres. Se até na capital federal ocorrem os mesmos problemas porque colocar a culpa no prefeito se quer cobrar mesmo, tem que cobrar é do governador, senadores e presidente pois não é só Codó que sofre é o Brasil.

Deixe um comentário

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

EDITAL

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

FACULDADE IPEDE

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

PREPARATÓRIO PARA CONCURSO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

MUNDO DOS PARAFUSOS

Av. SANTOS DUMONT
CONTATO: (99)98161-3612

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Cacau Show – Codó-MA

 

Reginaldo

Baronesa Janaína

SÔNIA VARIEDADES

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias