Tese de mestrado de José Augusto pode virar livro Educação Codoense

José Augusto Medeiros

José Augusto Medeiros integra os quadros da Universidade Federal do Maranhão há 39 anos. Os últimos 3,9 anos passou no cargo do diretor do Campus de Codó. Anunciou hoje (2), em entrevista à repórter Clea Araújo, que está deixando o cargo para se dedicar ao seu mestrado na área de Educação.

Sua tese final será sobre a Educação de Codó. Medeiros planeja fazer um resgate de toda esta história nos últimos 40 anos.

“É um projeto que tenta resgatar a história da educação no nosso município e registrar para que a posteridade possa ter acesso à informações valiosíssimas que se você não coloca num documento e não disponibiliza, inclusive na internet, isso vai se perder. A história é o que nós temos de mais importante”, disse

A ideia é transformar seu trabalho de conclusão de mestrado em um livro, que poderá se chamar Educação Codoense.

“E como a história da educação de Codó tem inúmeros personagens que não merecem ser esquecidos porque eles começaram, deram tudo de si para que Codó chegasse no nível em que se encontra hoje, por isso vou me dedicar totalmente à este trabalho de pesquisa, de consulta bibliográfica, dos que contribuíram para a educação codoense ao longo desses 40 anos e depois fazer uma festa para lançar o livro Educação Codoense”, revelou muito feliz

6 comentários sobre “Tese de mestrado de José Augusto pode virar livro Educação Codoense”

  1. Parece até piada! Pq as pessoas não falam a verdade?

    O técnico administrativo da UFMA, Sr. José Augusto, não é mais diretor do Campus pq há a determinação de uma exigência mínima de titulação para tanto, que é o mestrado, curso este que este servidor ainda nem concluiu como a matéria mesmo diz! POR ISSO, ELE FOI EXONERADO DO CARGO e NÃO PEDIU PRA SAIR como ele quer deixar transparecer!

    A mentira em sua vida vem de longe… Quem não lembra da ADRA?

    1. Que o é cheio de todo mundo sabe. Agora não entendi sobre a ADRA, poderia explicar melhor? sua colocação tem duplo sentido. A ADRA é uma entidade séria e compromissada é uma dasa maiores ONGs do mundo e sempre esteve presente nos maiores desastres da história (Terremo do Haiti, Tsunami no Japão, Enchentes no Rio de Janeiro etc.)ajudando pessoas. Em 1997 a Agência recebeu o status de Consultora Geral pela ONU. Em 2004 deu assistência a aproximadamente 24 milhões de pessoas, com mais de US$ 159 milhões. Foi ganhadora no Brasil, por dois anos, do troféu “Bem Eficiente” oferecido por Kanits & Associados às 50 melhores entidades filantrópicas do país.

  2. kkkkk. a casa tá caindo, primeiro a confusão da (..), depois foi da ADVENTISTA, não é mais diretor da FUNDAMED e agora botaram ele pra (..) da direção do CAMPUS VII UFMA…
    por isso q dizem q a justiça dos homens pode falhar, mas a justiça de Deus NÃO FALHA…

  3. Essa é boa! “está deixando o cargo”. Falou a verdade o Olho Vivo. foi exonerado do cargo e repudiado pelos professores. Os professores condicionaram o apoio a Natalino Salgado à demissão de JA. Foi promessa de campanha e estava só quebrando um galho enquanto chegava alguém mais qualificado. Seja sincero !

  4. É mesmo, tem a ADRA. Alguém lembra? Será q ja eskeceram? Edna, vc nao deve ser de Codó… a ADRA, entidade respeitada no mundo todo e q faz parte da Igreja Adventista. Ajuda milhões de pessoas no mundo afora. Procure se informar, Edna! Fale com alguém de Codó, mais precisamente da Igreja Adventista e vc conhecerá os benefícios que a ADRA leva aonde se instala. Mas nao se esqueça de perguntar o que o JA tem a ver com a ADRA! Assim, vc mata a sua curiosidade!

    1. Não confunda uma Organização com uma pessoa. Tenho certeza que a ADRA quando se instalou em Codó era para um propósito digno e não (..) por parte de alguns (). A Adra trouxe muita coisa boa pra Codó tenho certeza disso, agora oque eles fizeram com as doações não é culpa da instituição e sim dos administradores locais que incluem (…0. É tanto que a casa dele () caiu.

Deixe um comentário