TV Mirante constata irregularidade na distribuição da merenda escolar em Timbiras

Visitamos algumas das 16 escolas que ficam na cidade de Timbiras no horário da merenda escolar. Não encontramos reclamação, embora tenhamos constatado que foi a primeira vez deste ano desde 9 de fevereiro quando as aulas na área urbana começaram.

Partimos então para vermos a situação das 56 escolas da zona rural. A realidade ENCONTRADA foi outra, bem diferente.

Escola Amélia Tomé ás 10h da manhã de ontem (24)
Escola Amélia Tomé ás 10h da manhã de ontem (24)

Na Amélia Tomé, povoado Boqueirão, bem próximo à cidade, o que foi enviado pela primeira vez, desde 23 de fevereiro quando o ano letivo começou no campo, ainda estava na entrada da escola.

Mas só veio arroz, macarrão e óleo.

“Tá faltando a sardinha, o leite, o nescau e o frango porque eles também traz o franco, a polpa também eles traz também, sempre, e tem aquela carne também que é moída eles traz também”, reclamou alguém da comunidade

Sem algo que acompanhe o arroz ou o macarrão, como a sardinha ou a carne, por exemplo, não dá pra fazer a merenda das crianças, por isso o filho de Tereza Conceição estava se alimentando do que ela comprou e às 10h da manhã já estava indo embora.

Merenda escolar na professora Dica Pereira (área urbana)
Merenda escolar na professora Dica Pereira (área urbana)

Não dá, só o arroz? Comer arroz com molho? Só se for…ENTÃO JÁ VAI LEVAR DE NOVO A CRIANÇA? Vou levar, vim deixar 7 e pouco, e vem pegar às 10h, aí quando tem a merenda eu venho pegar às 11h”, disse a mãe de aluno

Como de praxe, Os alunos da zona rural são sempre os mais penalizados.

PALAVRA DO SECRETÁRIO

O secretário de Educação, Antonio Filho, disse que cerca de 30% das 56 escolas rurais já foram abastecidas. Prometeu enviar outros produtos para a escola Amélia Tomé e levar merenda à todas as demais.

“Essa distribuição vai chegar 100% das escolas da zona rural…HÁ UM PRAZO PRA ISSO? Eu acredito que pós semana santa, vai ter feriados aí, dias prolongados de um feriado, mas logo, logo a gente vai tá providenciando e na volta das aulas, pós semana santa, as escolas vão tá, com certeza, abastecidas de merenda”, garantiu o secretário

Sobre o atraso da primeira distribuição, Antonio Filho disse que o município teve seus recursos da merenda bloqueados por falta de prestação de contas de gestões anteriores à dele (ele assumiu este ano).

Agora que a procuradoria de Timbiras conseguiu o desbloqueio. Sobre a quantidade, alegada, insuficiente de recursos disse que não fará ‘rodízio’, como ocorre em Codó, uma vez que tudo que chegar será usado na compra da alimentação escolar e tudo que for comprado será distribuído de maneira igual à todas as escolas “quando acabar em uma, acabará em todas”, disse

Um comentário sobre “TV Mirante constata irregularidade na distribuição da merenda escolar em Timbiras”

  1. esse secretario ………………. ja fais mais de 2 anos quwr eles manda em timb ainda culpa o antercessor esplicasao qur so cabe na cabessa de…… cader o dinheiro quer tava aquir neles alor tv mirante cader o fantarstico voces vao vfr……………… sem ter perdao nem dor nen piedade

Deixe um comentário