Uma NAÇÃO ESTUPRADA

A consumação do golpe chegou com a farsa do senado se pronunciando com uma áurea de paladino da ética e da isenção. Entretanto, é até cômico tentar associar tais valores a esses ignóbeis representantes da Republica.

Professor Jacinto Junior - um pensador contemporâneo
Professor Jacinto Junior – um pensador contemporâneo

No habitual jogo sujo que encarna políticos desonrados e corruptos, a cena dos ‘vencedores’ denota o improvável: a estupidez e a canalhice sobrepujando a face da democracia e da legalidade. Todo o processo desencadeado só tinha um objetivo e um resultado funesto: a derrubada de um projeto democrático-popular.

O mundo inteiro está perplexo, com exceção dos USA que, mal recebera a noticia do golpe já se manifestou pela imediata retomada da política bilateral entre os dois governos – é necessário esclarecer um ponto fucral no que tange a manifestação dos USA em relação ao Brasil: durante os governos de Lula e Dilma nunca mais havíamos visto e ouvido falar em negociações bilaterais entre esses países, isso por conta da postura ideológica e o modelo de desenvolvimento e expansão da lógica capitalista que o nosso Brasil empreendeu nessa década de governança popular – pois, o império do Norte sabe quem está no comando: um fantoche (ventríloquo) que se ajoelhará ante seu desejo de domínio.

A nova conjuntura política interna não será capaz de alinhar os interesses divergentes entre a própria elite branca vira lata. Já é possível perceber o início de um racha entre seus aliados de primeira hora como o PSDB. O Programa ‘Uma Ponte Para o Futuro’ será, na verdade, uma investida do ajuste e austeridade fiscal cujos resultados se inclinarão para o desmonte do Estado Nacional e da CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas – associado ao processo de privatização de nosso maior patrimônio e riqueza: o Pré-sal. Raríssimos países no mundo realizou tamanha tragédia – a de privatizar seu petróleo – e, aqueles que o fizeram, tornaram-se paupérrimos e seus povos vivem na mais absoluta miséria e na eterna dependência e subdesenvolvimento.

Os apoiadores do golpe – os denominados coxinhas e a classe média conservadora que imagina ser rica e sonha morar em Miami – sentirão o amargo sabor das medidas que serão adotadas pelo conspirador e traidor Temer. Foi possível perceber nas entrelinhas de seu discurso de posse suas intenções para com a política econômica na perspectiva de retomada do crescimento e da geração de emprego e renda. Não, Temer não será capaz de conduzir o país sem que não haja a interferência externa direcionando as políticas macroeconômicas neoliberais fragilizando o Estado e reduzindo sua influência.

 É sabido de todos que o golpe consumado não tinha justificação e respaldo jurídico para legitimar seu ato. A presidenta deposta sofreu na verdade, um julgamento político impiedoso e fraudulento.

Contudo, é presumível o atentado à democracia pela elite branca vira lata por não conseguir traduzir para o povo uma alternativa que superasse o programa do governo Lula/Dilma.

Como podemos acreditar num homem investido de mandato para exercer em nome do povo os interesses coletivos e, de repente, torna-se uma moeda de troca? O caso do Maranhão é uma vergonha sem igual. Nada justifica tal ato! Deixou-se ser transformado em inimigo do povo e passa para a história como um covarde e traidor.

O senado republicano comprova sua vocação: a de assassino da jovem democracia brasileira. O Brasil não deixará de ser lembrado por esse ato ignóbil.

A sociedade civil brasileira amadureceu e, com isso, saberá se posicionar ante os ataques que advirão sob a forma de ajuste para adequar a economia aos interesses do capital internacional.

Temer – traidor e conspirador – não será esquecido, sua mácula perdurará pela posteridade e por onde passar deixará o rastro da indecência, da amoralidade e da intolerância.

O Brasil foi estuprado violentamente por um bando de lobos famintos. Já não temos mais a segurança que supúnhamos ter da justiça imparcial, ela também, corroborou para esse infame resultado.

Com a quebra da norma jurídica, tudo se relativizou, a verdade pode ser a única objeção que não existirá para proteger o cidadão quando dela precisar, pois, ela sofreu de chofre uma profunda violência e perdeu sua eficácia, isto, está comprovado nesse processo deformado/deformante do impedimento.

Diante de toda essa celeuma e prostituição política acenada pelo senado, ainda há esperança de vivermos novamente um período magistralmente sem medo de ser feliz e com o coração sangrando pela valentia de ser brasileiro e amante da democracia.

Por Jacinto Junior

15 comentários sobre “Uma NAÇÃO ESTUPRADA”

  1. NA REALIDADE O QUE FICOU FALTANDO FOI COLOCAR AQUELA ANTA NA CADEIA. ELA É A GRANDE RESPONSÁVEL POR ESTE DESASTRE QUE ESTAMOS VIVENDO; ACOMPANHADA POR ESTE PARTIDO DE MAMADORES DE DINHEIRO PÚBLICO COMO É O CASO DO PT, SÓ PODIA DAR NESTA MERDA TODA. A MAMATA ACABOU.

    1. Lingua de trapo, estude mais sobre nossa história para depois pensar entrar num debate subsidiado com elementos concretos e não apeans replicar discursos pseudomoralizantes elencados por alguns direitistas descontentes com a nova realidade que viveu o nosso país nessa década. Seja obediente e estude, viu?

    1. Replay do replay: Assim como a traição está para Temer, a corrupção estás para Eduardo Cunha, igualmente, a sabedoria está para Marx, como a ignorância está para o dr. cascagrossa.

      1. E a Justiça tá pra você, que …… dinheiro público, e quem disse não fui eu, foram as investigações dos órgãos competentes, certo? Marxista de …quando pegou um “poderzinho” de secretário o quê aconteceu? Esqueceu Marx e promoveu uma …. na Semed, não foi? ………. e ……………

  2. Prezado Prfº Jacinto Junior.
    O admiro e respeito por ser professor e cidadão de bem, mais e bom lembrar a V.Sa. que o PT do qual o senhor tanto defende e ama, ate ha pouco meses atras estava aliado e compactuando com esse grupo (golpista) que o senhor tanto critica veemente.
    OBS: Quando me declaro anti-PT, não significa que apoio ou simpatizo com o atual governo (“farinha do mesmo saco”) ou com PSDB, ou qualquer outro P. lembro, quem elegeu o Temer foi vocês do (PT).
    O discurso de V.Sa. como de muitos de “esquerda” desse país não tem coerência quando se fala em democracia, corrupção, igualdade social, respeito as diferenças e etc.
    Seria bom o senhor ir pensando em um novo partido para defender e seguir o qual tenha os mesmos ideais, convicções e projetos seus, porque esse PT prega uma coisa e faz outra. Afinal, nesse país não existe nenhuma instituição seria, estamos comprovando agora.
    Felicidades.
    Carlos Tavares

    1. Caro Carlos Tavares, obrigado por fazer uma pontuação sem agredir-me, pois, na maioria das manifestações oriundas dos coments possui essa característica, e, não vão ao ponto crucial que é discordar e/ou acrescentar algo ao de nossa opinião. Mas deixemos de lado esse queixume e entremos na parte elementar de sua opinião:
      1. Sem dúvida nenhuma não poderia jamais concordar com os artifícios arquitetados pela direita conservadora (notadamente, o Parlamento e o Senado republicano que deram provas incontestes de sua covardia e pusilanimidade, derrubando uma presidenta eleita legitimamente, e, ao mesmo tempo, constatamos a delação de alguns ilustres agentes políticos que a Lava Jato não ‘toma conhecimento’, como por exemplo: Aécio, Serra, Aluísio Nunes, Lobão, Sarney, Lobinho, Eduardo Cunha, Magno Malta, Roberto Rocha e tantos outros indignos usurpadores do erário público);
      2. Agora, permita-me fazer uma discordância sobre vossa opinião no que tange à questão das alianças táticas formalizadas nacionalmente entre o PT e o PMDB: a) De um lado, o PT incorreu no erro de reforçar tal aliança com o mais tradicional partido fisiologista da história brasileira, isto vem desde a queda do regime civil-militar (1964); b) e, de outro, a perspectiva dessa aliança ser interrompida – como de fato fora – oportunizando a perspectiva de abocanhar o poder de forma traiçoeira e usurpadora. O PT foi surpreendido por essa traição, por isso mesmo, é necessário estabelecer uma crítica forte, mesmo que possa, a principio, gerar argumento de natureza equivocado como o utilizado por vós de que ontem eramos amigos e hoje antípoda.
      3. E, quanto ao espectro ideológico que envolve questões fundamentais como: combate à corrupção, legitimar a democracia, defender a justiça social, acreditar no sonho de uma sociedade menos desumano e mais solidária, são valores que permeia minha longa trajetória como educador e militante social progressista, e estes, jamais os porei em dúvida e/ou negocia-lo-eis, ao contrário, sempre estarei no front para combater uma injustiça em qualquer parte do mundo contra qualquer individuo oprimido!
      4. Sobre minha “incoerência” e/ou dos petistas, creio que o melhor a fazer é conhecer melhor meus princípios, valores e posicionamentos políticos.
      5. Sim, estou avaliando qual caminho a seguir. Espero que as instituições democráticas brasileiras depois dessa experiência macabra, possa refletir sobre uma reforma política séria e responsável para que nosso país não sofra mais nenhum golpe! Saudações democráticas, Carlos Tavares.

      1. Bom dia Professor, vou responder a suas colocações, lembro que não tem conotação pessoal. É so para reforçar e rebater sobre as ideias de petistas.
        – Quando o senhor fala em presidenta eleita legitimamente, lembro que o Collor também foi e caiu, ser eleito legitimamente não dar direito a ninguém de fazer o que quer, principalmente infringir as leis.
        – Corrupção no Brasil, infelizmente sempre existiu, só que o PT exagerou, (veja hoje nos noticiários sobre as fraudes nos jundos de pensões), e a Petrobras, correios, BNDES, banco do Nordeste, FGTS e outros tantos que nem lembro, ou seja, estatais, instituições, empresas que tem PT no meio tem corrupção, se escapar alguma são poucos.
        -Petista falar em defender democracia, tem que achar graça, quem defende, venera e patrocina Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola etc. não faz sentido.
        – Justiça social ?, esses caras usa esses pobres para se eleger e depois não fazem nada. so enriquecem e vão viver de mordomias, viagem de jatos (caríssimas) se hospedar em hotéis cinco estrelas e beber vinhos de alto valor e etc. e o povo ? o PT passou 13 anos no poder, e a reforma agraria ? idealizou e realizou a copa do mundo em 2014 e as olimpíadas em 2016. pra que serviu ? so para empreiteiras e políticos ganhar bilhões, se esse dinheiro fosse investido na transposição das águas do são francisco, hoje muitas cidades não estariam em calamidade por falta de água, e esses bilhões quantas casa seriam constuidas e creches ? estradas ? hospitais ?
        Um abraço.
        Carlos Tavares

        1. Caro Carlos Tavares, boa tarde,
          Só agora, estou acessando a net e vi um novo coments, legal!Vamos ao embate salutar e respeitoso!
          Permita-me fazer um preambulo para, em seguida, replicar vosso novo argumento.
          1. Primeiro quero esclarecer que já não faço parte do quadro do PT. Em 2009, a Comissão Executiva Municipal tomou a decisão de de me excluir do partido. Portanto, a minha forma de opinar não é por ter sido membro do partido e, sim, reconhecer no ato do impedimento, um ato golpista.
          Agora, passemos, então, para o cerne do debate com o devido respeito:
          a) Quem derrubou o Collor não foi o PT, mas, a sociedade brasileira que foi para as ruas – ponto pacifico -, entretanto, o processo do impedimento atual teve uma razão de ser: taticamente, a elite branca vira lata, jamais iria conquistar o poder central numa disputa eleitoral contra o PT e, neste sentido, de forma arbitrária o conservadorismo arquitetou esse plano macabro para derrubar ditatorialmente um representante legal de forma ilegal – isto ficou patente, quando a própria Comissão Especial do Congresso avaliou e deu um parecer contrário ao pedido (a inexistência da famosa ‘pedalada fiscal’;
          b) Quando você se refere à corrupção, reconhece que ela existia antes mesmo do PT chegar ao poder. Não, Carlos Tavares, todas as instituições democráticas estatais eram sugadas por parasitas sistematicamente, a diferença é que tais práticas nunca tornaram-se públicas – o que, aliás, comprometeria a imagem dos corruptos e salafrários representantes da elite branca vira lata, por exemplo, a compra de votos da reeleição de FHC, por $ 200.000,00 cada parlamentar favorável, o quê dizer do processo do BANESTADO, que, inclusive, o juiz responsável foi Sérgio Moro, que não fez tanto estardalhaço como está fazendo com a Lava Jato e culpando apenas uma parte dos envolvidos; protegendo outra banda podre que atinge em cheio o coração do PSDB, do PMDB, especialmente, o traidor e usurpador Temer – que recebeu dinheiro para financiar a campanha do jovem Challita em São Paulo; se for levar em frente as delações – você, não elencou os indivíduos delatados! certamente nenhum membro da elite sobraria, é como a Dilma disse: ” não sobraria pedra sobre pedra!”
          c) No que concerne às políticas bilaterais, o Brasil desenvolveu um novo modelo que trouxe uma perspectiva longe da presença arbitrária do EUA, o maior vilão do mundo. Qual é o crime de lesa-pátria em estabelecer políticas com países que necessitam fortalecer suas economias e proporcionar uma nova concepção no mundo globalizado? O fato desses países terem um regime diferenciado não implica afirmar que não merece atenção de nenhuma outra nação para promover uma política comercial que beneficie a ambos – tal procedimento não ocorre em relação aos EUA que, por sua vez, quer somente explorar a riqueza externa dos países menos desenvolvidos e torná-los cada vez mais pobres e dependentes dele. Por exemplo, a formação do bloco BRICS não é uma política equivocada que o Brasil engendrou, ao contrário, é uma forma de redirecionar a rota econômica numa perspectiva menos subjugada e mais autônoma diante da moeda americana. Contudo, o EUA não se sente confortável com esse mecanismo alternativo para ajudar outras nações com uma taxa de juros menor e condições mais justas de liquidez, enfim, há um esforço por parte dos EUA em implodir esse bloco poderoso com capacidade de competir com o dólar mundialmente, e os EUA não quer isso – não sei se você sabe, mas o Banco Americano é o único que pode fabricar dólar engendrando uma moeda fictícia mundialmente.
          e) Você novamente, elenca alguns elementos – valores e símbolos – como se o PT fosse o criador de tudo isso. Bom, vejamos por parte:
          *Sobre privilégios, quando o PT chegou poder, estes já existiam, portanto, o PT não pode ser criminalizado por isso;
          *Agora, convenhamos, você esqueceu de reconhecer que existe um Projeto elaborado pela ainda Diretora Dilma chamado PAC 1, e, depois, o PAC 2, já como presidenta, fazendo investimento na infraestrutura de nosso país privilegiando pontos importantes como: portos, aeroportos, estradas e as famosas barragens sobre o Rio São Francisco – que, inclusive, é motivo de enfrentamento por parte dos povos ribeirinhos; portanto, o PT realizou o mais ambicioso projeto de investimento da história do país – reconheçamos isso, por gentileza!
          *Concordo com você sobre o desperdício do dinheiro público gasto com a Copa e as Olimpíadas. Nunca fui favorável a esses dois eventos em nosso país.
          Por fim, tenho plena convicção de que o Temer não será capaz de ‘pacificar’ o Brasil de integrá-lo economicamente, por ter cometido esse golpe contra a democracia brasileira e contra o povo!
          Cordialmente,
          Jacinto Júnior.

    1. Não, meu caro George. Minha contribuição neste terreno já foi dada. Ainda bem que fizeste uma interrogação. A propósito de sua evocação (sobre o provável prefeito eleito) é mera especulação, portanto, creio que o comando desta cidade está embaralhada. Ninguém pode arrotar a vitória sem antes esperar o resultado das urnas.

  3. E CODÓ SENDO ………….. VEJAM MAIS ESSA DO PREFITO ROLIM:

    No clima – Em Codó a Prefeitura precisou de oito contratos com a mesma empresa, a R. S. Santos & Abreu Ltda., para solucionar os problemas com manutenção de ar condicionados e centrais de ar, além de fornecimento de peças. O pacote saiu por R$ 2.832.645,90. Todos os documentos foram assinados em 18 de março, valendo até 30 de dezembro.

    EU CONHEÇO ESSA EMPRESA. PARA ……… UM MOTOR, PRECISA DE 10 DIAS. PARA ………. O PREFEITO, PRECISOU UM MINUTO. E O PREFEITO, PARA ……… TODOS NÓS, PRECISOU DE UM SEGUNDO.

  4. Nesses dias, tenho escutado coisas do tipo: “direitos me foram tirados”. Ou ainda: “a direita aplicou um golpe contra o povo”. Entendo que tais assertivas têm o pressuposto de que o jogo político funciona como o enredo da novela mexicana da vovó ou aquela série legal da Netflix, isto é, um conflito claro e definido entre as forças do Bem e do Mal. Assim, a narrativa do impeachment (ou do “golpe”) se torna tão somente de uma estratégia de marketing ruim, devidamente embalada em uma aura de ‘pureza espiritual’ (dos democratas iluminados), alicerçada, claro, em uma miríade de clichês românticos, que são típicos do ímpeto revolucionário do “espírito jovem”, essa abstração que as esquerdas tanto amam; além de ser servida com raspas de limão e com baixo teor calórico, em miúdos, uma poranduba brega, light e enfadonha. Devo ressaltar que, decerto, o filme do Lula foi uma historieta mais interessante…

    Perdoe-me a acidez, tentei, todavia não resisti.

    Saudações de um liberal inconveniente.

    P.S.: Não apoio nenhuma das personagens envolvidas, incluindo o então presidente (ou à moda petista: “presidento”) Michel Temer.

  5. A Nação foi estrupada quando a quadrilha petista se alojou no Poder Executivo, ali ela e seus asseclas se locupletaram saqueando os recursos dos brasileiros, corrompendo às instituições, as empresas públicas, tudo com o objetivo espúrio do projeto maléfico de se perpetuar no poder, a exemplo da ditadura caquética de Cuba e dos ditadores facínoras da América do Sul e África. Arrasaram empresas que eram orgulho nacional, roubaram desavergonhadamente as esperanças de quem neles votaram, o resultado está à vista de todos, que não tem uma venda ideológica nos olhos, um país arrasado, dilapidado,com rombos pra todo lado, corrupção sistêmica e disseminada em todos os órgãos governamentais, desemprego em massa. E com tudo isso e muito mais gatunagem, que quase todo dia aparece na imprensa, ainda tem incautos que os admiram e os defendem. “É difícil libertar os tolos das amarras que eles veneram”. Voltaire.

  6. Caro Bidney,
    Como é bom ler alguns ‘ácidos argumentos’ (em virtude da consumação de um ardil golpe) na tentativa de justificar a sanha brejeira neoliberal que, a priori, já sabemos a sua principal função: tornar a economia livre das amarras do (“elefante branco”) do Estado nacional. Não, meu caro Bidney, não há nenhum culto ou saudosismo e menos ainda roteiro medíocre que acene para um triste e melancólico resultado já esperado. Na verdade, o objeto (o famigerado golpe, quer queira ou não aceitar os vocacionados liberais foi tratado con uma finalidade especifica: depor um projeto democratico-popular
    Não se preocupe em ser “inconveniente”, pois, gosto da inconveniência na medida em que ela acrescenta algo prodigioso. Espero esse algo prodigiose se apresente com toda ‘acidez’ para que possamos assim, desfrutarmos de debate rico e respeitiso.
    Saudações Democráticas.

Deixe uma resposta