UPA ITINERANTE vai à Cajazeiras neste fim de semana

A UPA de Codó tem desenvolvido um trabalho extraordinário para comunidade codoense. São dezenas de pessoas atendidas todos os dias na unidade da UPA de Codó.

Agora os novos diretores da unidade estão com uma ideia magnífica. Dr. Wellington Oliveira, diretor clínico, e Antonio Brauna, diretor geral, tiveram a ideia de fazer um trabalho diferenciado aos codoenses.

Esse trabalho será chamado de “UPA ITINERANTE”, ou seja, a unidade vai até a comunidade levar os atendimentos necessários.

Neste final de semana os moradores de Cajazeiras, na zona rural de Codó, a 86 kms, serão os primeiros atendidos com o trabalho itinerante da UPA de Codó. Compondo a equipe vai um médico, enfermeiro, técnicos e auxiliares.

MELHORANDO O TRABALHO.

A ideia do “UPA ITINERANTE” é fazer com que as pessoas que moram mais distante possam também ter acesso aos atendimentos da unidade.  Mas esse trabalho será feito sem deixar de atender a quem chegar até a unidade.

Por Leandro de Sá

13 comentários sobre “UPA ITINERANTE vai à Cajazeiras neste fim de semana”

  1. Olha, se esse trabalho estiver sendo feito para levar vereadores e políticos juntos com os médicos isso vai dar o que falar na imprensa estadual.Tô sabendo que já tem até foto de vereador ao lado dos médicos.

    Se falou muito, no governo de Roseana, que a UPA vinha sendo usada para fins políticos. Agora começou esse negócio de UPA itinerante, cuidado em você não desvirtuarem a natureza da UPA.Começa a irem para a zona rural e deixa a cidade descoberta.

    1. Cara. Não sei não. Levei minha vizinha para bater um Raio X e la estava entupido de gente e vi médicos e profissionais pra todo lado. Ou seja, se foram pra Cajazeiras e não parou o serviço tudo bem, ou vc é contra a ampliar a oferta dos serviços? Esse lance de politico esta envolvido é besteira, até porque eles estão por todo lado. Para mim desde que eles não desviem os remédios (como fez um certo ex-prefeito) esta tudo bem. Eu que não tenho saudade do governo de Roseana… Quem tiver saudade se junte a ela. Parabéns a quem teve a ideia.

  2. Essa ideia é das boas. Pelo menos o estado faz o trabalho do município, afinal, onde um não faz o outro tem que fazer. Gostei. Parabéns para o Dr. Wellington e para o Pedro Belo que tem tudo pra ser o futuro prefeito de Codó.

  3. Sei nao… mas agora com o suporte do estado e do governador o Zito vai ter que lançar o Pedro Belo para prefeito. Esse PCDOB é forte. Adeus Chiquinho das Aguas Caras

  4. Parabens!!! O importante é levar os recursos da saude para todos. Que tal levar pros bairros tb? O Zito não faz o Pedro Belo ta fazendo. Se continuar assim vou com Pedro em 2016

  5. Me informei direito e já sei que foi ideia do Pedro Belo e do diretor da UPA. So reforço aqui os parabéns pela ideia a este diretor e ao Pedro Belo… Este ai me provou que merece meu voto pra prefeito em 2016. Quero ver quem tem coragem de dizer que esta errado identificar diabete e pressão alta. Valeu Pedro. Conte comigo.

  6. TODOS OS CODOENSES E NÃO CODOENSES, TÊM O DIREITO DE UM ÓTIMO ATENDIMENTO À SAÚDE. MAS, É IMPORTANTE QUE, A UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA) NÃO SEJA USADA POLITICAMENTE, E NEM TENTANDO SUBSTITUIR AS “”RESPONSABILIDADES DO PREFEITO E DO SECRETÁRIO DE SAÚDE””.
    Você sabe o que é e qual é a função de uma UPA?
    A UPA, sigla de Unidade de Pronto Atendimento, é um serviço intermediário entre a atenção básica (ESF/UBS) e as unidades hospitalares. Trata-se de uma unidade de saúde que funciona em horário integral, inclusive nos fins de semana. É um novo modelo de atendimento, um novo conceito em saúde. A unidade está equipada para atender aos usuários em necessidades de pronto atendimento e qualquer situação de emergência.

    UPA tem consultórios de clínica médica, pediatria e odontologia, serviços de laboratório e raio-x. Também conta com leitos de observação para adultos e crianças, salas de medicação, nebulização, ortopedia e uma “sala de emergência”, para estabilizar os pacientes mais graves até serem levados a um hospital. A UPA 24 horas também está preparada para realizar pequenas suturas.

    COMPETÊNCIA DA UPA
    I – Urgência e emergência traumáticas e não traumáticas
    II – Realização de exames laboratoriais, eletrocardiográficos e radiológicos para diagnosticar situações de urgência e emergência
    III – Distribuição de medicamentos para que o paciente realize o tratamento domiciliar em situações de urgência
    IV – Apoio ao atendimento de unidades móveis do Corpo de Bombeiros como referência para pacientes com emergências, que possam lá ser resolvidas no local, ou apoio médico a unidades básicas ou intermediárias
    V – Realização do transporte de enfermos que lá tenham recebido seu primeiro atendimento
    VI – Estabilizar pacientes com emergências, removendo-os imediatamente após regulação para o hospital de referência.
    O MINISTÉRIO DA SAÚDE LANÇOU, EM 2003, A POLÍTICA NACIONAL DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, COM O INTUITO DE ESTRUTURAR E ORGANIZAR A REDE DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO PAÍS. PORTANTO, NÃO CABE À UPA EFETUAR ITINERÂNCIAS, MESMO COM A BOA VONTADE E REAL NECESSIDADE DE AJUDAR A POPULAÇÃO DO INTERIOR, UMA “”OBRIGAÇÃO DO PREFEITO ROLIMzito””.
    NÃO É COMPETÊNCIA DAS UPAS

    I – Consultas médicas de segmento ou ambulatoriais
    II – Abrigo de indigentes e pessoas que não apresentam alguma urgência médica
    III – Realização de exames eletivos
    IV – Troca de curativos
    V – Revisão de suturas e retirada de pontos
    VI – Realização eletiva de exames laboratoriais
    VII – Internação de pacientes
    VIII – Realização de procedimentos cirúrgicos
    IX – Distribuição de medicamentos de uso crônico
    X – Realização de procedimentos eletivos médicos ou odontológicos.

    VAMOS AGUARDAR A NORMALIDADE.

    1. Gostei desse Crt C + Crt V do Murilo. Para mim a politica de saúde é algo não aplicável quando se examina o que de fato ocorre la nos rincões (leia-se zona rural não so de Codó, mas de todo Maranhão). Então caro Murilo, tal cópia da politica de urgência é inaplicável, pois o Senhor se esqueceu (talvez por falta de um aprofundamento) que o SUS atende obrigatoriamente a principio da universalidade e equidade.Outra coisa que vc deve observar e o principio da descentralização dos serviços. Afinal, o que de mais no trabalho solidário e voluntário dos profissionais da UPA atender em Cajazeiras? Ou será que apenas quem mora aqui tem direito de receber um bom atendimento? Será que importa mesmo que esta por trás disso? Ou o que de fato importa é a assistência prestada e obrigatoriamente devida ao povo da zona rural? Sinceramente caro Murilo, seu post cheira a demagogia.

  7. Atenção Flávio Dino a UPA está sendo utilizada por políticos para fazer campanha.Pode anotar aí, desse jeito a qualidade do serviço vai cair, pois essa não é a natureza da UPA.Na hora em que faltar remédio, luvas, soro e médicos começarem a despachar em casa de vereador a ética do governo Flávio Dino vai para vala comum.

    1. Casca Grossa, Nonato. Estão com saudade de Roseana? Com Flavio é assim. A saúde acontece. Ou vcs se perderam mo tempo? Não estamos em campanha política e tampouco a UPA parou de atender. Então seus comentários são, no mínimo, sem fundamento. Agora vem uma pergunta: Se o povo la de Cajazeiras esta aplaudindo o que vcs tem a dizer?

  8. gostei muito,só espero que venha para Trizidela precisamos muito Dr. Wellington e Pedro Belo. eu esta na UPA e perguntei se os profissionais estavão recebendo.. fiquei sabendo que todos eram volutarios sem remuneração nem uma, e que esse projeto será feito em todo estado, parabéns a todos!

  9. De todos os comentários sobre esta matéria, o Sr. Murilo Salem é o único que tem a compressão correta de falar sobre as funções de uma UPA. Ele está corretíssimo, pois a UPA tem a função de fazer atendimentos de urgência e emergência, e não fazer consultas básicas, que é da competência do município. Esse negócio de UPA Itinerante é simplesmente usar o nome da UPA para fazer política, pois se o Ministério da Saúde souber q a UPA de Codó está fazendo isso, eles podem até fechar a UPA.

Deixe um comentário