Vereador Leonel Filho pede empenho dos colegas em cobrar Justiça no caso Mauro

Leonel Filho

Ouvindo o clamor popular, os vereadores se manifestaram a respeito do caso do carroceiro Mauro, morto em ação recente da Polícia Militar de Codó no bairro São Sebastião.

Quem levantou a questão e pediu empenho dos parlamentares na cobrança de elucidação do crime foi o vereador, Leonel Filho, que foi tocado pelo choro de desespero da mãe da vítima, dona Floriza Mariano, apresentado na televisão e no blogdoacelio.

“Nós não pudemos deixar assim, o rapaz tinha distúrbio mental, já tinha atirado nas duas pernas do rapaz, deram um tiro na cabeça do rapaz, tudo bem que tava com um facão não mão, não vamos dizer que foi a Polícia Militar, ali foi um policial que tomou aquela atitude”, comentou

DEFENDER OS HUMILDES

O parlamentar foi enfático ao pedir uma posição a favor da família do carroceiro. Na visão de Leonel a Câmara tem que defender a sociedade.

“Se houve uma injustiça, amanhã pode acontecer com um filho nosso ou com a gente mesmo. Nós não podemos deixar as injustiças impunes no município de Codó e quanto a isso nós temos que nos manifestar contra (…) eu acho que a Câmara tem que tomar, não tomar parte, mas tem que acompanhar e defender a sociedade, defender a população humilde”, afirmou

OUVIR O MAJOR

O vereador, Antonio Zaidan, afirmando ser parente de dona Floriza, e Domingos Reis também teceram comentários a respeito do assunto, favoráveis à uma apuração rigorosa dos fatos.

O vereador João de Deus também pediu a formação de uma comissão para ouvir o major, Jairo Xavier, a respeito do ocorrido.

“É preciso nós convidarmos o major para ele vir à uma reunião com os vereadores ou nos receber lá e ele possa passar a versão e aí o que a gente quer não é que seja uma caça às bruxas, a gente quer é uma averiguação, uma avaliação que seja isenta e se houver culpado que esse culpado seja punido, porque na versão popular não tem mais o que falar”, concluiu

Deixe uma resposta