Vereadores entregam Indicação ao Secretário Carlos Lula para grande investimento no HGM

Presidente Expedito com Carlos Lula

O presidente da Câmara Municipal de Codó, Expedito Carneiro e vereadores acompanharam a visita do o Secretário Estado da Saúde, Carlos Lula, aos principais centros de saúde de Codó, como o HGM, a UPA e o Centro Nefrológico. Na oportunidade estavam também o vice-prefeito Ricardo Torres e Secretária Municipal de Saúde, Aurilívia Barros.

Na ocasião, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacou o objetivo da visita ao município. “A gente sabe que o município passou muito tempo esquecido por outras gestões do Governo do Estado. Viemos ouvir os pleitos do legislativo e da prefeitura e avaliar a melhor forma de atendê-los para promover saúde no município. As estruturas de saúde precisam estar integradas para que, juntas, funcionem de forma eficiente“, afirmou o gestor estadual de saúde.

Para felicidade da população codoense, o secretário garantiu o aumento do valor do repasse para a Nefroclínica de Codó e a liberação de 250 mil reais para que a prefeitura conclua as obras da central de parto normal e do pronto socorro do HGM. No entanto, durante a visita, o presidente da câmara municipal os vereadores de Codó entregaram ao secretário de Estado da saúde uma Indicação, solicitando um convenio do Estado com prefeitura de Codó, cujo repasse seria no valor de um milhão e quinhentos mil reais, para melhorar e ampliar os serviços oferecidos no HGM.

Vereadores entregam solicitação

Estamos avançando em todas as frentes, com a conclusão das obras para reforma e ampliação do HGM, o centro de parto normal, a emergência, os dois milhões em equipamentos que irão chegar. Será um novo HGM. Além disso, teremos mais investimentos do Estado ara a conclusão das obras e iremos ampliar os atendimentos no Centro Nefrológico. Essa união entre o Executivo e Legislativo municipal e o governo do Estado fará nossa saúde cada vez melhor”, disse o vereador Leonel Filho, líder do governo na câmara.

O presidente da Câmara Municipal de Codó, Expedito Carneiro, avaliou positivamente a visita do secretário de saúde. “Precisamos da parceria com o Governo do Estado e estamos solicitando auxílio no custeio do hospital. Estamos mostrando a nossa realidade e tenho certeza que, como já foi indicado aqui pelo secretário, a gestão do governador Flávio Dino é sensível à nossa causa. Entregamos a Indicação que solicita um grande investimento e um milhão e meio para o HGM e estamos confiantes que teremos um resultado muito positivo para a melhoria de nossa saúde“, concluiu.

Ascom – CMC

5 comentários sobre “Vereadores entregam Indicação ao Secretário Carlos Lula para grande investimento no HGM”

  1. Caro Acélio só faltou divulgar que foi uma decepção com a UPA.
    O Secretário encontrou a UPA vazia e ele deu uma “chamada” na turma.
    Mais raiva ele ficou quando comparou ao HGM que estava lotado de pacientes, enquanto toda estrutura da UPA estava sendo subutilizada sem qualquer explicação.
    Na verdade já se foi o tempo que na UPA o povo tinha vez.
    Agora com esse flagrante, o diretor tem que rezar bastante para não cair.

  2. Subutilizada…?!
    E como se explica os 55.669 procedimentos realizados na unidade em Abril deste ano corrente.
    Assim como supermercados e demais departamentos de uso comum a nossa unidade de pronto atendimento também tem seus horários de pico. Digo nossa, porque assim à considero, como parte deste povo codoense.

  3. Na verdade a Upa está unicamente para servir a população. Como o comentário acima ressalva, Upa vazia não agrada a Secretaria de Saúde, uma vez que os recursos são destinados conforme a demanda.
    A Unidade de Pronto Atendimento de Codó é Upa de porte Tipo II, classificação do próprio Ministério da Saúde, e tem suporte para atender, segundo o próprio Ministério da Saúde, “até” 7.500 atendimentos por mês.
    Aqui mesmo neste Blog já fora publicado que a Upa de Codó chegou a fazer mais de 10 mil atendimentos por mês, principalmente no período de doenças sazonais. Isso não aconteceu apenas uma vez, pois a Upa excede quase todo o mês o número de atendimentos sugeridos pelo MS.
    Os próprios pacientes reclamam da Upa estar, por vezes, lotada de gente, acarretando certa demora no atendimento. Lógico também, que nem por isso a Unidade deve estar sempre lotada.
    O que não pode acontecer, de fato, é a Upa absorver todos os pacientes de Codó, uma vez que o Sus estabelece a Hierarquização da Saúde, assim como sua Humanização. Absorver todas as responsabilidades para com a saúde de Codó é algo praticamente impossível, pois a própria estrutura não comporte.
    Fora mencionado ainda que o HGM estava lotado de pacientes, fato este que acredito com convicção, mas questiono sobre a necessidade de todos estarem no HGM. Talvez falte ainda, algo que acredito que se resolverá, pelo bem da população, logística de atendimento na Atenção Básica de Saúde, pois se os postos de saúde funcionarem com eficiência, logicamente o fluxo de pacientes na Upa e no HGM diminuirá.

Deixe um comentário