Vereadores visitarão delegada que preside inquérito do caso Mauro nesta terça-feira

O vereador Leonel Filho voltou a tocar no caso Mauro, o carroceiro morto numa ação da PM, dia 26 de abril. Ele teria sido procurado pais da vítima que o pediram para que não deixasse o caso ‘esfriar’.

Fora revelado pelo presidente da Casa, Figueiredo Junior, após provocação de Chiquinho do Saae, que a Câmara nunca recebeu qualquer informação (resposta) das autoridades procuradas pelos edis, entre estas a Corregedoria Geral da Polícia Militar, Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Polícia Civil de Codó.

Criticando o fato da delegada, Maria Tecla Cunha, não ter dado respostas aos parlamentares, Chiquinho do Saae pediu que as cobranças fossem reiteradas, e não somente à ela, mas à todos.

Figueiredo Junior confirmou visita para esta terça-feira, 29, à sede da Quarta Delegacia Regional de Codó. A conversa será diretamente com a delegada para saber sobre o andamento do inquérito policial aberto para investigar a morte de Mauro.

Quando de sua vez na Tribuna, Chiquinho do Saae, disse que na sua opinião os vereadores não deveriam se deslocar até à delegacia.

“Eu no meu pensamento a gente não ia lá não, ela que tinha que vir aqui, ela tem que nos respeitar”, disse o vereador

Deixe uma resposta