Com o que o governo do Estado mandou esta semana só deu 90 doses contra gripe para cada posto de saúde de Codó

Codó recebeu em março pouco mais de 10 mil doses da vacina contra a gripe, elas acabaram dois dias depois. Na semana seguinte, o governo do Estado mandou mais mil doses e esta semana, hoje, 03/04/2020, chegaram 2.230 doses.

São 38 mil codoenses a serem vacinados. Por causa deste conta gotas do Estado, nem os idosos acamados foram imunizados até agora. Hoje visitamos alguns postos e falamos neste vídeo sobre o que encontramos.

‘TOME BUSCOPAM” – Jovem prestes a parir denuncia que teve atendimento de urgência negado pelo SAMU de Codó

Uma jovem que identificou, por mensagem de WhatsApp, como Maria Fernanda de Almeida Tavares, de 18 anos de idade, fez uma denúncia contra o Serviço Móvel de Urgência. No dia 8 de março de 2020, por volta das 23h, ligou pedindo ajuda.

Estava com dores do parto e não suportava ir de mototaxi até o HGM, mas teve atendimento negado e, em razão disso, teve que pagar táxi. Leia o relato da jovem:


Oi bom dia. Mais uma vez tenho uma denuncia a fazer , quero que exploda essa notícia.

Eu estava grávida e senti dores por volta de umas 15:00hrs da tarde , liguei para o Samu eles vieram e me atenderam super bem , ate ai tudo bem , fomos no hospital e ainda n tinha dilatado nada , voltei para casa , o dr que me atendeu não tenho nada a reclamar pois ele é o melhor médico que tem no hgm , ele me aconselhou voltar caso a dor aumentasse…

Quando foi as 23 horas a dor aumentou e fiz justamente o que o dr Rafael me pediu , voltar ao hospital.

Eu não aguentava ir de moto liguei para o SAMU , me negaram atendimento no SAMU e me aconselharam a tomar um buscopan , tive que pagar taxi para ir ao hospital , cheguei la ja tava cm 2 centímetros de dilatação.

Negligência total por parte do atendimento da samu

Tudo isso aconteceu no dia 08/03/2020

Meu nome é Maria Fernanda De Almeida Tavares,  tenho 18 anos


Ainda aguardamos a manifestação do SAMU sobre este caso.

Bloquinho do Hemomar sai pelas ruas de Codó incentivando novas doações de sangue

Elas são profissionais da  área de saúde que trabalham no Hemonúcleo de Codó, vestidas de Bloquinho do Hemomar, uma alusão ao período de carnaval, Folder na mão e dispostas a  uma conversa importante com quem lhes dava atenção no centro da cidade, onde as encontramos.

Bloquinho do Hemomar

 “Fazer sua doação pra reabastecer o nosso estoque…AGORA COM UMA NOVIDADE, é de SEGUNDA A SEXTA, É ISSO? De segunda a quinta-feira a gente  tá tendo médico agora, antes a gente só tinha de segunda a terça, que a gente conseguiu mais um médico, estamos de segundo a quinta…QUAIS SÃO OS HORÁRIOS DISPONÍVEIS? Pela manhã e tarde”, explicou a técnica de enfermagem Maria de Jesus Vieira do Nascimento.

Para tentar aumentar o número de bolsas coletadas durante o Mês, uma iniciativa inovadora. Profissionais do hemonúcleo daqui de Codó estão indo às ruas para tentar motivar novos doadores.

O vendedor  de lanche José Carlos Silva Gaioso confessou que nunca teve coragem de fazer a primeira doação, mas após ouvi-las mostrou interesse.

Vendedor José Gaioso sendo orientado à sua primeira doação

Elas também deram de cara com gente como Marcos Vinícius de Abreu, doador mais de 5 vezes. Rapaz que elogiou a iniciativa do Bloquinho do Hemomar.

 “muita gente precisa…POR QUE VOCÊ SE TORNOU UM DOADOR? Eu achei uma coisa assim, tão bonita (…) aí eu disse vou doar porque quem sabe um dia alguém precisa, pode ser alguém da minha família, pode ser até eu mesmo precisando…ENTÃO VOCÊ GOSTOU DE VÊ-LAS FAZENDO ESTA SOLICITAÇÃO? Gostei, eu aprovo”, respondeu o auxiliar de produção

Neste período de festas há uma necessidade maior de reforçar o estoque de bolsas de sangue do Hemonúcleo de Codó que abastece várias outras cidades desta região, daí a importância de levar cada ver mais gente para este bloquinho diferenciado.

 “Os pré-requisitos são básicos, é estar bem alimentado, ter dormido bem, não ter ingerido bebida alcóolica, nesse período de carnaval tem muitas prévias, então pra poder fazer a doação no dia, vamos descansar no dia anterior, vamos se alimentar bem, beber bastante l´quido e vamos lá fazer sua doação, é manhã e tarde de segunda a quinta, de 7h da manhã, ao meio dia e das 14h às 17h”, frisou a enfermeira Luana César Gonçalves.

DE 5 a 19 ANOS: Começa hoje em Codó a campanha de vacinação contra o SARAMPO

A partir de hoje,  segunda-feira, 10, todos os postos de saúde de Codó estarão com doses da  vacina contra o Sarampo disponíveis.

Entre 10 de fevereiro e 13 de março, quem tem entre 5 e 19 anos de idade deve procurar uma unidade de saúde, mas atenção, é muito importante não esquecer a carteira de vacinação porque esta será uma campanha  que autoridades de saúde chamam de SELETIVA.

A diretora da Atenção Primária do município, Karen Cruz,  explicou o que vem a ser a campanha seletiva.

 “são pessoas que vão levar as suas cadernetas de vacinação a qualquer unidade de saúde, essa carteira de vacinação ela será avaliada, se você, por acaso, tiver só uma dose, você irá receber a outra dose e se você não tiver nenhum dose iremos começar o esquema, mas lembrando que a campanha é uma campanha seletiva”

Também já está previsto um DIA ‘D’ para o próximo sábado.

  “E o nosso dia D será dia 15 de fevereiro….COM VACINAS NOS POSTOS, HAVERÁ EQUIPE VOLANTE, COMO VAI SER? Nós teremos somente nos postos porque como é uma campanha seletiva a gente vai esperar o público alvo procurar o serviço então quem tiver dentro desta faixa etária com esquema atrasado ou que terá que iniciar um novo esquema pode estar procurando um posto de saúde mais próximo de sua residência”, esclareceu

A INCOMPETÊNCIA QUE MATA: Dois codoenses morreram por falta de UTI em Codó em menos de uma semana

No dia 2 de janeiro, quinta-feira, uma família pediu ao blogdoacelio que divulgássemos que um jovem de 18 anos de idade estava precisando de transferência do HGM, urgente. Ele havia sofrido acidente de trânsito que resultou em traumatismo craniano e um coágulo no cérebro, precisava de um leito de UTI.

Após a divulgação pelo menos 3 políticos (dois vereadores e um pré-candidato a prefeito) fizeram contato com o blog pra ter o telefone da família e ver como ajudar. Resultou que uma vaga foi conseguida na UTI de Bacabal (não foi revelado quem conseguiu, muito provavelmente a própria regulação do HGM), mas o jovem teve morte cerebral declarada, nem chegou a ser transferido, era tarde demais.

No dia 04 de janeiro outro pedido de divulgação chegou ao blogdoacelio. Era um vídeo com o filho da codoense Mariana Vicente de Paula. Conta ele na gravação que a mãe estava internada no HGM desde 1º de janeiro de 2019 e precisava ser transferida para uma UTI onde esperaria melhoras para encarar uma cirurgia.

“Olha gente aqui é minha mãe que tá internada no HGM de Codó, Desde quarta-feira que ela tá internada e eu não tenho condições de tirar ela daqui, então se puder divulgar pra ver se cai no grupo do prefeito aí pra ver se ele faz esse favor de nos ajudar porque eu to precisando muito de uma UTI pra poder fazer a cirurgia dela”, diz o jovem em desespero.

O vídeo foi divulgado no INSTAGRAM/TRINDADEACELIO, outra plataforma de rede social do blogdoacelio. Nele, após vários comentários, o prefeito Francisco Nagib se manifestou da seguinte maneira:

“JÁ ESTOU NO CARO, AGUARDANDO ME PASSAREM O PEDIDO DE REGULAÇÃO DO PACIENTE”.

Ela chegou a ser levada para  Bacabal,  mas na manhã de ontem, domingo, 5,  a notícia foi de que dona Mariana não suportou a espera e morreu.

Uma amiga da família, Daniele da ASPEDEC, nos deu o comunicado triste: “Bom dia, obrigada por divulgar o caso da dona Marina no seu Instagram, mas, infelizmente ela faleceu ontem (4/janeiro)

A codoense foi velada no domingo, 5, na rua Walter Zaidan, 570, e enterrada no cemitério Sabiazal à tarde.

A MORTE E A UTI DE CODÓ

Num intervalo de menos de uma semana duas vidas se foram a espera de transferência para leitos de UTI, justamente a Unidade de Terapia Intensiva de quem tanto se fala nas campanhas políticas, no pós-eleição e nos programas de rádio, TV, blogs, sites.

Quando questionados, os políticos se defendem atacando uns aos outros.

Neste meio há quem defenda com unhas e dentes que tenha deixado equipamentos comprados e sala preparada, que, depois disso, tudo tenha desaparecido. Existe também aqueles que dizem que nunca foi comprado nada, que o dinheiro público evaporou-se.

Mais recentemente entrou no circuito de desculpas esfarrapadas o fato de que Codó, por ausência de força política, nos idos tempos do secretário estadual de Saúde Murad,  tenha perdido hospital com poder de resolução de alta complexidade o que demandaria a existência de leitos de UTI para a cidade (como ocorreu nos nossos  vizinhos Coroatá, Caxias e Presidente Dutra).

Com ou sem as desculpas que ouvimos por aí, todos os nossos governantes e secretários acabam tendo um pezinho de culpa  dentro da morte e do caixão de cada codoense que se vai a espera de uma transferência, seja porque não fez o que deveria, porque se escondeu de suas responsabilidades, porque não tem ou não teve iniciativa de mudar esta realidade, seja porque é, simplesmente, malvado ou incompetente.

As duas mortes mais recentes são apenas um recorte da realidade que espera muitos de nós, mais uma vez,  durante o ano de 2020 que virá, pela natureza do período político, cheio de promessas de leitos de UTI e você,  que é ‘tapado’, acredite em mim, vai acreditar de novo.

Vai?

DESUMANO: Cidadãos dormem no chão em frente a posto para marcar consultas em Codó

Uma cena lamentável foi filmada pelo estudante de jornalismo Wellyngthon Sampaio na noite de ontem, 26 de dezembro de 2019, na parte de fora do reformado CAM, agora tido como Centro de Especialidades Médicas de Codó.

Para conseguir 50 fichas na manhã desta sexta-feira, 27/12/2019, muitos aparecem em cadeiras encostadas no muro para passar a noite, outros dormindo em redes armadas nas calçadas próximas e a pior das cenas – codoenses já dormindo no chão para encarar a madrugada,  rezando para que não chova,  pois os portões só abrem pela manhã para que entrem.

O vídeo também mostra gente pelos bancos da praça, que fica na Av. Duque de Caxias,  com água para matar a sede e garrafas de café para espantar o sono.

De acordo com o estudante de jornalismo que fez vídeo e fotos, as fichas buscadas são para consultas e sessões de fisioterapia, psicopedagogia e terapia ocupacional.

Pior é que no próximo domingo (29) o martírio se repetirá para quem quiser amanhecer na segunda-feira, 30, véspera de virada de ano, e conseguir fichas para Fisioterapia e Fonoaudiologia.

A Secretaria de Saúde precisa vir a público esclarecer porque isso continua acontecendo em Codó.

“DESUMANO E NEGLIGENTE” – Mulher denuncia que irmão está todo quebrado no HGM e espera transferência há mais de 15 dias

Uma mulher nos procurou, via aplicativo de mensagem, na tarde de ontem pra denunciar que o irmão Antônio Marcos Costa Guimarães, de 39 anos, está internado no Hospital Geral Municipal com fraturas graves, porém sem atendimento adequado.

O homem está precisando ser transferido para Presidente Dutra, ela acabou descobrindo que nem solicitação havia sido feita até ontem. VEJA O QUE NOS CONTOU:


“Boa tarde! Eu gostaria de fazer uma denuncia no seu blog contra o HGM

A mais de quinze dias meu irmão se encontra internado no HGM recorrente de um acidente de moto com várias fraturas no crânio e na face à espera de uma transferência para Presidente Dutra

Durante todo esse tempo o serviço social informava que ja tinha realizado o pedido de transferência quando na verdade isso é era pura mentira. Por que uma das atendentes do NIR informou que não havia nenhum pedido para por que nenhum médico de leito do HGM ainda não tinha feito essa solicitação

Meu irmão está a cada dia piorando perdendo os movimentos do corpo e dando febres de 40 graus com certeza recorrente de alguma infecção

Considero o serviço social desse hospital desumano e negligente

Acélio Trindade: Seu nome e o do seu irmão podem ser divulgados?

RESPOSTA – Por enquanto só o dele, Antônio Marcos Costa Guimarães. Eu tenho tomografias,  laudos e respostas dos médicos de Presidente Dutra. 39 anos a idade dele”

97 casos de Hanseníase motivam Janeiro Roxo em Codó

A partir desta segunda-feira, 14, o município de Codó dará início à campanha (Nacional) intitulada JANEIRO ROXO que combate a Hanseníase.

Codó fechou o ano passado (2018) com 97 casos diagnosticados, mas a coordenadora Delcina Filgueira entende que são muito mais por isso o reforço no combate.

“Então a gente tem essa preocupação porque se nós tivemos 97 casos ano passado nós temos mais, se procurar a gente encontra, então a gente faz um alerta a população que procure as unidades de saúde qualquer sinal e sintoma da doença que são manchas esbranquiçadas, avermelhadas, que ela procure a unidade de saúde para que o médico possa dá o diagnóstico”, disse à repórter Tânia Sousa, da FCTV, em reportagem exibida na última sexta-feira, no Fala Codó.

DIA ‘D’

Nesta segunda o trabalho acontece nas 18 unidades de saúde, mas já está programado um dia ‘D’ para 22 de janeiro quando o evento principal ocorrerá no povoado Bacabainha, lugar de grande incidência de Hanseníase segundo Delcina.

“Por ter vários casos lá na Bacabinha, já teve, então a gente procurar fazer mais ainda, então nós vamos fazer um dia ‘D’ lá na Bacabinha, na unidade de saúde, no dia 22 onde vai ter equipe de saúde e, de já, a gente convida a população da Bacabinha e dos povoados próximos a comparecer com palestras, vai ter avaliação de pacientes”, afirmou

OUÇA TUDO: Dr. Cláudio Paz declara guerra e detona saúde no governo de Francisco Nagib

O médico ginecologista Cláudio Paz esteve ontem, 27, no programa A VOZ DO POVO, apresentado por Daniel Sousa. Disse que foi demitido da direção-clínica do HGM por questões meramente políticas, especificamente porque sua esposa Maria Paz, saiu da base aliada de Francisco Nagib como vereadora.

Cláudio Paz e Daniel Sousa 27 11 2018

“Eu fico triste porque não se separou a questão política da questão profissional. Nós, Daniel, realizando esse trabalho há mais de 20 anos, então nós estamos aqui as mulheres têm nos procurado (…) tem mulher indo atrás de mim em Coroatá pra fazer procedimentos”, disse

Disse que em 10 meses realizou, como obstetra que é também, 345 partos no HGM. Quase 3.100 consultas.

“Nós gerávamos recursos porque se o médico, com toda a sua equipe, com técnico de enfermagem, com enfermeiros, o recurso também não vem”, garantiu

HGM – JOGADO POR FALTA DE GESTÃO

Citando frases do prefeito Francisco Nagib no facebook sobre a morte de um paciente por falta de um ventilador pulmonar Cláudio criticou o fato do gestor insinuar que estava demitindo quem não queria colaborar com o bom andamento do hospital, tomou a frase para si e retrucou-a dizendo:

“Se ele demitiu, ele demitiu a pessoa errada, essa é uma função da direção-geral que cuida dessa parte desses equipamentos, ela é quem solicita essas compras, ela é quem recebe os equipamentos, ela é quem entrega lá e chama os técnicos pra botar pra funcionar”, afirmou

ESCALA ERRADA DA ORTOPEDIA

Criticou a nova escala de ortopedistas. Disse que o governo municipal para economizar algo em torno de R$ 22.000,00/mês deixou ortopedia dia sim, dia não o que, na sua opinião, é um grave erro administrativo que penaliza a população.

“Todos os dias pode acontecer um acidente, pode-se ter uma fratura exposta na segunda-feira, na terça, na quarta, na quinta, na sexta não só nos finais de semana (…) nem eu, nem o Dr. Duailibe, nem o Dr. Giordano, ninguém se responsabilizou em assinar essa escala faltando um ortopedista que pudesse resolver as urgências e emergências da cidade de Codó”

OUÇA OUTROS ASSUNTOS DA ENTREVISTA

SAMU EM FOCO: Profissionais participam da palestra “Regulando com Atenção”

Aconteceu hoje sexta-feira (16/11) às 8h a palestra intitulada “REGULANDO COM ATENÇÃO “com ênfase no “ACOLHIMENTO AO SOLICITANTE “ do Núcleo de Educação Permanente do SAMU- Codó.

O evento teve como palestrantes os médicos do SAMU : Dr Bruno Guilherme e Dr Epitacio Santos . Por meio de uma abordagem dinâmica e envolvente foram discutidas situações práticas rotineiras para o melhor funcionamento da Central de Regulação Médica do SAMU de Codó .

CRONOGRAMA :

1 . Recebimento de chamadas

2 . Acolhimento ao solicitante

3 . Interação tarm e ro

4 . Interação tarm/Ro e médico

  1. Interação tarm/Ro e serviços sociais
  2. Recebimento de ocorrências na base
  3. Orientações médicas
  4. Apoio da polícia/bombeiros ao SAMU
  5. Interação da Central de Regulação com equipes de assistência( motolâncias/ ambulâncias)
  6. Uso correto da Sirene

11 .Espaço para dúvidas e sugestões .

Na oportunidade foram discutidos protocolos dos Serviços de Atendimentos Móveis de Urgência e as competências do SAMU dentro das redes de urgência e emergência , bem como estratégias e padronizações para o melhor funcionamento da instituição .

Eventos dessa natureza integram os funcionários , permitindo o entendimento da importância do trabalho em equipe no tempo resposta das ocorrências , disse um dos palestrante , o Dr Bruno Guilherme .

ASCOM

Governo Federal prejudica população retirando vários médicos de Codó

Em contato com a redação do blogdoacelio o secretário de Saúde de Codó, Dr.Suelson Sales, explicou o motivo de codoenses de alguns bairros estarem reclamando de falta de médicos, inclusive das equipes de Saúde da Família, aqueles que fazem visitas domiciliares.

O representante da pasta da saúde municipal explicou que o Governo Federal retirou 5 médicos do programa MAIS MÉDICOS de Codó e mandou para outros municípios, prometendo repor a mesma quantidade.

Além disso, dois médicos do município estão de férias aumentando para 7 a falta deste profissionais nos bairros.

“O Governo Federal remanejou do município de Codó 5 médicos do programa MAIS MÉDICOS transferindo eles pra outros municípios ficando na obrigatoriedade do Ministério (da Saúde) repor esses 5 médicos, dois médicos nossos, nós estamos com um total de 7 médicos fora do município, dois deles estão de férias, mas, é, 5 deles nós estamos, realmente, esperando o Ministério fazer a reposição”

(…) Em função disso nós estamos, de fato, com algumas unidades básicas cujas equipes Saúde da Família sem médicos o que tem ocasionado transtornos a população. Eu peço a compreensão da população em nome do prefeito municipal, na esperança de que esses médicos, rápido possível, sejam repostos pelo Ministério da Saúde.

Suelson Sales disse que aguarda com urgência que o Ministério da Saúde mande outros 5 médicos para Codó e pediu compreensão por parte da população atingida pelo problemas.

“Então a gente quer dar uma resposta a população, um pedido de compreensão, na expectativa de que o mais breve possível o Ministério reponha esses médicos nas suas respectivas unidades de saúde básicas e suas equipes de saúde”, sustentou

SÃO PAULO: Profissionais do SAMU representaram Codó em evento do Hospital Albert Einstein

Equipe do SAMU de Codó esteve nos últimos dias 30 ,31 e 01 na capital São Paulo representando a saúde do município no Hospital Albert Einstein .

O evento reuniu ao todo 40 profissionais médicos e de enfermagem , integrantes de redes de urgência e emergência de várias cidades brasileiras que tem se destacado na assistência em saúde .

O município de Codó foi representado pelo médico Dr Epitácio Santos e pela enfermeira Glécia Sena , que tiveram desempenho excelente nas abordagens teórico-práticas.

Todo o treinamento foi realizado no Centro de Simulação Realística do Hospital Albert Einstein , com tutores médicos neurologistas , cardiologistas e intensivistas do quadro multiprofissional do Hospital Albert Einstein.

A Simulação Realística é uma metodologia de treinamento inovadora, apoiada por tecnologias de alta complexidade que, por meio de cenários clínicos, replica experiências da vida real e favorece um ambiente participativo e de interatividade, permitindo experiência prática, em ambiente seguro, seguida de reflexão guiada, o que tem impacto tanto no conhecimento quanto em habilidades e atitudes relacionadas à prática profissional.

Nesse treinamento os participantes tiveram a oportunidade de praticar a condução e debriefing de cenários de simulação realística nas diferentes especialidades, como emergências clínicas , cirúrgicas ,bem como aspectos comportamentais, usando atores e simuladores de alta fidelidade.

Texto e fotos – ASCOM SAMU CODÓ

POLICLÍNICA CORTEZ amplia número de especialidades médicas oferecidas aos codoenses

A POLICLÍNICA CORTEZ, situada no centro da cidade, por trás da Biblioteca Pública (próximo ao Fórum Eleitoral da rua Cônego Mendonça) foi fundada há 27 anos pelo grande e respeitado médico codoense Dr. Valci Cortez.

Após seu falecimento repentino os filhos Dr. Thayron Cortez e Dr. Pabllo Cortez assumiram a administração da Policlínica e não deixaram acabar a tradição de quase três décadas de bons serviços prestados a sociedade codoense e da região.

Já estão disponíveis novos serviços, exames e especialidades médicas como você pode observar no cartaz promocional abaixo.

Você pode agendar sua consulta pelo 3661-2050 ou ir direto à Policlínica de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, ou aos sábados das 7h às 12h.

Dr. Mário Braga ministra aula na renomada Universidade Nacional de Brasília (UNB)

Ontem, 03, o competente médico codoense, Dr. Mário Braga, ministrou aula na Universidade Nacional de Brasília, a renomada UNB.

Dr. Mário Braga ministrou aula na UNB

De acordo com informações colhidas pelo blogdoacelio, isso se deu em razão de um convite feito pelo departamento de Morfologia da universidade, prontamente aceito pelo codoense que há alguns anos faz o eixo Brasília/Goiânia/São Paulo qualificando também na área de neurocirurgia.

Sobre a aula, nos escreveu:

“Hoje dei aula na Universidade de Brasília a convite do departamento de Morfologia da Faculdade de Medicina da UNB. Estou muito feliz….realizado…tudo que queria era dar aula numa universidade e não existe nada mais saboroso do que dar aula  numa universidade renomada como a UNB”, disse o médico que merece o reconhecimentos de todos  uma vez que enaltece todo o nosso Estado com esta conquista.

Ricardo Murad denuncia falta de medicamentos no Hospital do Câncer

O ex-secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, fez uma publicação em suas redes sociais esta semana denunciando a falta de medicamentos no Hospital do Câncer, que fica na capital São Luís. ASSISTA e veja qual é a realidade hoje.