97 casos de Hanseníase motivam Janeiro Roxo em Codó

A partir desta segunda-feira, 14, o município de Codó dará início à campanha (Nacional) intitulada JANEIRO ROXO que combate a Hanseníase.

Codó fechou o ano passado (2018) com 97 casos diagnosticados, mas a coordenadora Delcina Filgueira entende que são muito mais por isso o reforço no combate.

“Então a gente tem essa preocupação porque se nós tivemos 97 casos ano passado nós temos mais, se procurar a gente encontra, então a gente faz um alerta a população que procure as unidades de saúde qualquer sinal e sintoma da doença que são manchas esbranquiçadas, avermelhadas, que ela procure a unidade de saúde para que o médico possa dá o diagnóstico”, disse à repórter Tânia Sousa, da FCTV, em reportagem exibida na última sexta-feira, no Fala Codó.

DIA ‘D’

Nesta segunda o trabalho acontece nas 18 unidades de saúde, mas já está programado um dia ‘D’ para 22 de janeiro quando o evento principal ocorrerá no povoado Bacabainha, lugar de grande incidência de Hanseníase segundo Delcina.

“Por ter vários casos lá na Bacabinha, já teve, então a gente procurar fazer mais ainda, então nós vamos fazer um dia ‘D’ lá na Bacabinha, na unidade de saúde, no dia 22 onde vai ter equipe de saúde e, de já, a gente convida a população da Bacabinha e dos povoados próximos a comparecer com palestras, vai ter avaliação de pacientes”, afirmou

Deixe uma resposta