CASO ADRIANO: Delegado revela motivos que teriam levado ao assassinato à pauladas no carnaval de Codó

O delegado regional Zilmar Santana concedeu entrevista hoje, 14, pela manhã, à imprensa codoense quando falou sobre a investigação de Adriano de Oliveira Nascimento, 27 anos, assassinado ontem, por volta das 8h45 da noite, quando voltava do bloco das Bonecas para sua residência.

Informou que a motivação foi fútil. Adriano teria se envolvido numa briga boba no meio do bloco e para amedrontar seus agressores fingiu que estava armado. Acabou seguindo na volta para casa e morto com uma facada e várias pauladas no crânio.

A investigação agora segue analisando imagens da área, inclusive de celulares e da imprensa que cobriu o evento, para identificar os dois criminosos que chegaram numa moto atacando o rapaz, o irmão dele e a companheira próximo ao benco do ‘rasga biquim”.

VEJA OS DETALHES DA INVESTIGAÇÃO

Um comentário sobre “CASO ADRIANO: Delegado revela motivos que teriam levado ao assassinato à pauladas no carnaval de Codó”

Deixe uma resposta