Família procura jovem desaparecido no carnaval e denuncia ação da Polícia Militar

Jovem desparecido

A família de LUCAS FERREIRA DE SOUSA, 18 anos, morador da Travessa Renato Archer, 1160, que teria saído segunda-feira, 4, de carnaval às 7h30 da noite e até esta quarta-feira, 6, nunca retornou.

A tia dele,  Antonia de Sousa Araújo, denuncia que o rapaz se envolveu numa confusão e teria apanhado de policiais, foi a última vez que teria sido visto por seus colegas.

“Porque eu tenho duas testemunhas que viu ele lá, ai ele tava por trás de uma amiga minha,  teve uma confusão lá aí os policiais vieram deram nele, aí ele foi disse pra uma amiga minha que ele queria dizer que achava que tava com o braço quebrado aí eu acho que os policial viu e vieram 5 aí vieram continuaram bater nele aí pegaram ele e sumiu com ele, não apareceu mais”, afirmou a tia ao blogdoacelio (gravado).

A família já foi ao HGM, a UPA e até a 4ª Delegacia Regional de Codó, o jovem não está em nenhum destes lugares. Perguntei se já haviam registrado a ocorrência para a Polícia Civil iniciar a investigação do desaparecimento, a resposta da tia foi que ainda não houve o registro.

Já fiz contato, via whatsApp, com o comandante do 17ª BPM, tenente-coronel Jurandir de Sousa Braga,solicitando manifestação da PM a respeito desta denúncia. Aguardando retorno.

REPOSTA DO COMANDANTE

Às 11h38min da manhã de hoje, o tenente-coronel respondeu à nossa solicitação nos seguintes termos:

Coronel Jurandir Braga: Não temos nenhum posicionamento sobre esse relato. Mas a nossa ouvidoria está aberta para qualquer reclamação ou denúncia formal, desde que o denunciante apresente qualquer indício ou prova material ou testemunhal suficiente para instaurar um procedimento de apuração.

Coronel Jurandir Braga: O Comando do 17° BPM não apoia má  conduta de nenhum membro do seu efetivo, mas precisa de indícios mínimos para iniciar qualquer processo administrativo.

AcelioTrindade: Obrigado

Deixe uma resposta