Major Hudson fala sobre a prisão de ‘Terrorista’ na zona rural de Codó

Fotos da PM/Codó

Major Hudson Carneiro, subcomandante do 17º Batalhão,  contou como os militares Jobson e Amaro, que faziam plantão na localidade Cajazeiras, povoado a 86 kms da sede do município de Codó, localizaram Robson Vieira Soares no  fim de semana.

 “E observaram dois elementos numa moto, aí fizeram a abordagem, um deles estava em estado de embriaguez alcoólica, respondeu às perguntas, respondeu o nome dele direitinho e tal, nisso os policiais liberaram porque não tinha nada de suspeito assim, de mais grave”, disse

Desconfiados os policiais militares submeteram o nome completo de Robson à uma pesquisa no sistema de segurança. Descobriram que ele era foragido da Justiça de Brasília, no Distrito Federal, onde era conhecido pelo apelido de Terrorista.

Na abordagem ‘Terrorista’ havia informado também o povoado Mata Virgem como sua atual morada, também na zona rural de Codó.

 “Eles já sabiam que o rapaz morava no povoado perto, povoado Mata Virgem, se deslocar am pra lá e efetuaram a prisão e aí ele foi conduzido para a cidade de Codó (…) no mandado de prisão tem o apelido dele, ‘terrorista’ não deve ser coisa boa, realmente, e não conseguimos saber, realmente, o que ele fez, mas tem esse mandado de prisão, fizemos o necessário e aí ele foi conduzido pra delegacia aqui de Codó”

A Polícia Civil informou que o mandado de prisão contra Robson Vieira dos Santos se refere à um homicídio cometido em Brasília. Ele era considerado foragido desde o dia 13 de janeiro de 2017.

Deixe uma resposta