PLANTÃO – PM prende suspeito de tráfico de maconha na escadaria da igreja de São Pedro

A Polícia Militar prendeu neste sábado, por volta das 11h, Laércio da Silva Muniz, 22 anos, morador da rua Princesa Isabel.Laércio traficava na escadaria da igreja

De acordo com informações do repórter policial, Sena Freitas, o jovem foi preso na escadaria da igreja de São Pedro com 20 papelotes de maconha prontos para a venda.

Laércio teria tentado correr, mas foi contido pela equipe Besouro Casca Dura formada por  cabo Gladston, soldado Aurélio e cabo Bispo.

Foto de Sena Freitas
Foto de Sena Freitas

Láercio foi entregue na 4ª Delegacia Regional de Codó onde deve ser indiciado pelo crime de tráfico de drogas.

 

Um comentário sobre “PLANTÃO – PM prende suspeito de tráfico de maconha na escadaria da igreja de São Pedro”

  1. José Murilo Duailibe Salem disse:
    O seu comentário está aguardando moderação.
    15 de fevereiro de 2015 às 3:53
    Justiça atende ação da RedCon e manda reduzir preços de combustíveis
    Enviar por e-mail
    BlogThis!
    Compartilhar no Twitter
    Compartilhar no Facebook
    Compartilhar com o Pinterest
    Postado por GILBERTO LIMA às 21:31:00 Nenhum comentário:

    Douglas Martins obriga postos a reduzir
    preços da gasolina
    Atendendo a ação civil pública contra 244 postos de combustíveis da capital maranhense, realizada pela Rede Estadual em Defesa do Consumidor (RedCon), o juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da capital, Douglas de Melo Martins, determinou a adequação dos preços da gasolina e do diesel, restabelecimento no preço do etanol e multa diária no valor de R$ 20 mil, no caso de descumprimento.

    A publicação da decisão ocorreu na tarde desta sexta-feira (13). O documento também prevê a reparação por danos morais coletivos, na quantia de R$ 70 mil, e por danos sociais na quantia de R$ 100 mil, cujos valores deverão ser revertidos para o Fundo Estadual de Defesa dos Direitos dos Consumidores (Lei 8.044/2003), a destinação será decidida em momento posterior, quando houver o julgamento final da ação.

    A medida foi adotada após a constatação de que os postos aumentaram o preço de forma abusiva. O aumento esperado era de, no máximo, R$ 0,22 para a gasolina e R$ 0,15 para o diesel. No entanto, os postos do estado já praticam valores com reajuste superiores a R$ 0,50, desconsiderando a recomendação do governo federal.

    Para o defensor público Luís Otávio, a decisão representa, além da coibição da prática abusiva, que vinha afetando milhões de consumidores, a força da união entre os órgãos de defesa do consumidor, que aliada ao senso de justice do judiciário maranhense, trabalhará para a garantia dos direitos da população.

    O diretor do Procon-MA, Duarte Júnior, afirmou que a decisão demonstra um marco na história do Direito do Consumidor em todo o Brasil. “A decisão é uma grande vitória da população maranhense e demonstra que, a partir de agora, em nosso estado as leis serão respeitadas. O Procon está trabalhando para garantir um estado mais justo para os maranhenses, um compromisso do governo Flávio Dino”, disse.

    Ação civil pública

    A ação civil pública pede que os preços sejam adequados ao reajuste estipulado pelo Governo Federal. Caso não haja adequação, será aplicada uma multa diária no valor de R$ 20 mil. Os representantes dos órgãos do consumidor, com base em informações da Agência Nacional do Petróleo (ANP), afirmaram que não houve repasse na fonte que justificasse o aumento praticado pelos postos da capital.

    Redcon

    Entre as instituições que compõem a RedCon estão o Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública do Estado, o Ministério Público do Estado, a Delegacia de Proteção do Consumidor e a Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil do Maranhão (OAB/MA).
    E EM CODÓ, SERÁ QUE A OAB TOMARÁ INICIATIVA??

Deixe uma resposta