Prefeito de TIMBIRAS não aparece em assembleia que discutiria reajuste de 12,84% no salário dos professores

Aconteceu hoje (23), uma Assembleia Geral com os professores da rede municipal de Timbiras-MA, para tratar do reajuste do piso salarial do magistério de 2020 na esfera municipal.

Para este ano o Governo Federal determinou que o reajuste seria de 12,84%, a partir de janeiro de 2020.

Informados (Prefeito e Secretário de Educação) há mais de 10 dias (via ofício) sobre a pauta do dia de hoje, o prefeito de Timbiras-MA, não compareceu e não mandou representante para informar aos professores da rede como seria pago o percentual estabelecido pela Lei Federal 11.738/2008.

Estavam presentes, além dos professores, o Diretor Regional de Codó Jean Pierry e o Assessor Jurídico do SINPROESEMMA, Dr Mário Barreira que, no uso de sua fala, comentou sobre a pauta em questão além de realizar alguns atendimentos individualizados.

Na oportunidade, foi mostrado os números da receita de estimativas do FUNDEB da Confederação Nacional dos Municípios, que no caso de Timbiras-MA, teve uma evolução na estimativa de receita de R$ 18.137.781,44 (ano de 2016) passando para R$ 27.434.780,77 (ano de 2020) conforme a tabela a seguir.

Após lamentar a ausência do executivo (considerada como uma forma de desrespeito ao professor) para expor suas intenções de aplicar a Lei ao que se refere à valorização do professor, a categoria decidiu em manter o pedido de pagamento do percentual total estabelecido pelo governo federal, levando ainda nesta semana ofícios de reiteração e cobrar para que o prefeito municipal Dr Antonio Borba cumpra o que está previsto em Lei antes do início do ano letivo de 2020.

ASCOM

SINPROESEMMA

Núcleo de Timbiras-MA

5 comentários sobre “Prefeito de TIMBIRAS não aparece em assembleia que discutiria reajuste de 12,84% no salário dos professores”

  1. Ele não tem interesse nobre amigo, o município de Timbiras, desde 2017, nunca perdeu capacidade de pagar o reajuste no percentual proposto em lei, muito pelo contrário, sempre teve capacidade de arcar com todos os percentuais propostos, porém, ele sempre teve interesse me manter a obrigação dos 60 obrigatório no limite, então, se ele der aumento é somente para fazer o ajuste e se manter dentro do mínimo legal, os outros 40% é para arcar os contratos , o sindicato, os vereadores e todos os ordenadores sabem disso, o que falta é uma grande auditoria e uma bela representação na Polícia Federal,

Deixe uma resposta