FCFM – Cidade Notícias inicia série de entrevistas para destacar avanços na área da saúde em Codó

O programa Cidade Notícias da FCFM iniciou hoje, 14, uma série de entrevistas sobre a área da saúde no município de Codó. Estiveram, ao vivo, na manhã desta segunda-feira com o jornalista Alberto Barros, o secretário de Saúde, Dr. Suelson Sales, e a enfermeira Karen Cruz, do setor de Atenção Básica.

Entre os assuntos, ambos  destacaram metas cobrada pelo Ministério da Saúde cumpridas e como a saúde vem avançando a partir da atenção básica que vinha sendo menosprezada por governos anteriores.

“Nós tivemos 90% de nossos indicadores atendidos, isso é histórico em Codó, então o controle de doenças está, de fato, sendo executado pela Secretaria de Saúde. Nunca o município de Codó alcançou 90% de seus indicadores (…) isso é consequência de uma atenção primária sendo feita”, ressaltou Suelson Sales

O secretário também destacou diminuição de 34% da taxa de óbito hospitalar “Em dois anos e 10 meses nós chegamos a diminuição da 34% da taxa de óbito hospitalar, o que é isso? atenção básica sendo fortalecida, as pessoas estão com um serviço de prevenção com muita qualidade sendo feita na atenção básica, você previne saúde”, destacou o secrertário

Disse que o índice de  infestação predial do mosquito que transmite a dengue em 48% por meio do trabalho dos agentes de endemias. Diminuição de quase 6% na taxa de mortalidade.

“Nós tivemos um aumento na cobertura vacinal, importância da vacina, um aumento de 46% na cobertura vacinal de crianças até 2 anos, então você percebe que nós temos tido resultado”, disse

5 comentários sobre “FCFM – Cidade Notícias inicia série de entrevistas para destacar avanços na área da saúde em Codó”

  1. E a sonhada reforma do HGM, os Leitos de UTI quando isso ira acontecer????. Desde o Governo do EsquiZITO fican somente na enrolação.!!!! NA atual Gestao Plena do SUS Codo recebe todo mes RS 2.400.000,00 Aonde esse dinheiro esta sendo aplicado.??Nem ventilador tem nos leitos do Hospital. !!Para marcar um exame de urina e fezes a pessoa fica as 3:00 horas da manha na Fila. Nao tem medicos e medicamentos nos postos???. Isso não é saúde mas falta de organização e desrespeito de um desgoverno de muitas promessas e poucas attitudes. Faça uma pesquisa com o Povo e sabera a verdade.

Deixe uma resposta