Acusado de co-autoria na morte de seu LICA foi condenado a mais de 14 anos de prisão

Aconteceu nesta quinta-feira, 13, o julgamento de Antonio Francisco Viana Geraldo, acusado de ser co-autor do crime que matou o empresário Antonio Herbeth da Silva Freire, seu Lica ou Betinho como também era chamado.

Antonio Francisco Geraldo (foto de Sena Freitas)
Antonio Francisco Geraldo (foto de Sena Freitas)

O crime ocorreu dia 19 de abril de 2014, na rua  São Gabriel, na Trizidela (área do bairro São Vicente Palotti).

A vítima dirigia uma caçamba e atropelou Antonio Francisco, que ficou lesionado, e o irmão dele, foragido desde então. Quando o empresário desceu para prestar socorro foi recebido com 5 tiros de revólver, morreu no local.

A defesa sustentou que o réu não foi aquele que disparou os tiros fatais, mas a sustentação do Ministério Público, por meio da promotora Valéria Chaib, acabou convencendo os jurados que, por maioria, decidiram pela condenação.

O juiz Ailton Gutemberg Carvalho Lima estabeleceu a pena definitiva em 14 anos e 3 meses de prisão, cumpridos, inicialmente, em regime fechado.

Não foi concedido ao condenado o direito de recorrer em liberdade.

Deixe um comentário